sábado, 8 de junho de 2013

Dia dos namorados

O dia dos namorados está chegando e cutuca o coração até daqueles que não
têm alguém ao lado, porque todos, sem exceção, buscam ao menos um amor
verdadeiro ao longo da vida. E um amor verdadeiro é tão lindo, tão
intenso... Pena que nem todos consigam encontrar e viver esse amor. Talvez
uma das melhores sensações do mundo seja a de estar enamorado. Sentir que
se é amado produz em nós uma felicidade tão grande que nos bombardeia com
ondas de bem estar. Sorrimos o tempo todo. Nada é problema se aquela
pessoa está ao nosso lado. Nossos olhos sorriem, nossa alma se sente
iluminada. O amor parece nos transportar para outra dimensão. Que delícia!
O verdadeiro namoro é muito diferente do “ficar” de hoje em dia, porque
existe comprometimento, responsabilidade, compromisso. Um quer se afivelar
ao outro para não dar chance de aparecer pessoa diversa que estrague o elo
constituído entre eles. Os olhares são profundos; desvendam segredos que
se escondem dentro do coração esperançoso da pessoa que ama. Sonhos de
amor. Anseio de viver momentos felizes ao lado de quem se encontrou.
Amar, em muitos aspectos, é achar no outro aquilo que falta em nós.
Apaixonamo-nos pelo que o outro tem e nós não temos; como se quiséssemos
completar a criação de nós mesmos. Assim, há quem busque a
complementaridade; e, na gestalt dos corpos e almas, um todo bem diferente
da soma das partes, um todo que transcende a frequência humana.
Como é lindo amar... Como é lindo se apaixonar... Aos namorados faço votos
de tranquilidade e alegria, estabelecidas na confiança e respeito
recíprocos. Não há amor sem respeito, porque a pessoa precisa dele para se
sentir segura e à vontade. Xingamentos, ciúme excessivo e infidelidade
maculam o relacionamento por vezes de forma irremediável. Confiança é a
base de um namoro bem sucedido, pois sobre ela se edifica a relação a
dois. A afeição vem depois... Ninguém gosta de quem não confia. É preciso
se sentir seguro para vivenciar o amor em sua plenitude. Muitos dizem: não
sei o que é amar! Mas também não confiam; não se sentem seguros de que são
amados e respeitados na relação.
Aos namorados desejo muita luz para guiar seus passos na direção certa.
Paixão nem sempre é indicativo de decisão acertada. Somente o tempo traz a
certeza de que o sentimento é estável e duradouro, porque uma relação se
constrói ao longo dos dias, meses e anos. Oxalá, todos tenham tempo para
viver um amor; e que esse amor seja grande para suportar o passar dos
anos; e que seja recíproco, pois somente uma andorinha não faz verão e
apenas uma pessoa não pode amar por duas. Enfim, desejo que Deus abençoe
os corações enamorados, assegurando-lhes o direito de viver esse amor.
Assim seja!
Maria Regina Canhos (e.mail: contato@mariaregina.com.br) é escritora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário