terça-feira, 9 de outubro de 2012

Mossoró perde um dos grandes nomes do rádio

 

clip_image002

O radialismo de Mossoró amanheceu triste ontem. Por volta das 5h, morria Manoel Alves de Oliveira, mais conhecido como Seu Mané, um dos radialistas mais famosos e mais antigos da Rural de Mossoró.

O locutor estava internado no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) desde o dia 1º de outubro e deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na última quinta-feira, 4, após uma piora em seu quadro clínico. Seu Mané havia sido internado com suspeita de Acidente Vascular Cerebral (AVC), mas foi diagnosticado com um coma alcoólico.

Natural de Felipe Guerra, Seu Mané, de 72 anos, trabalhou quase 50 anos na Rádio Rural de Mossoró. Ele entrou no radialismo através de um concurso que a Rural promoveu para montar sua equipe e poder entrar no ar. Seu Mané se inscreveu juntamente com mais 60 candidatos e conseguiu a vaga de controlador de equipamentos no estúdio. O nome Seu Mané, ele mesmo que escolheu, tendo como referência o jogador de futebol Mané Garrincha.

O radialista conseguiu chegar aos microfones quando o locutor de um programa dedicado à cultura sertaneja faltou. O diretor, então, lhe ofereceu uma oportunidade, já que Seu Mané sempre costumava ler os textos que seriam apresentados pelo locutor. Quando aceitou a oferta, ele não fez feio e agradou os dirigentes. Com isso, ele foi chamado para ocupar oficialmente os microfones da rádio.

O sucesso de Seu Mané levou o radialista a comandar um programa às 18h. Ele nomeou o radiofônico de "A Hora da Coalhada", já que era o horário e o cardápio de seu jantar quando era criança. Outro programa famoso do radialista era "Seu Mané Toca Tudo". O programa ainda contava com o quadro de sucesso "Notas e Avisos". O quadro servia para as pessoas que queriam mandar recados para parentes de outras cidades.
Uma das características que levaram o radialista ao gosto popular era o seu modo peculiar de falar. Ele ganhou fama com sua forma diferente de pronunciar os nomes das músicas e dos intérpretes. Além disso, ele também costumava trocar algumas palavras dos recados com o objetivo de provocar o riso. A simplicidade e a comédia cativaram os ouvintes.
Seu Mané trabalhou na Rádio Rural quase 50 anos e foi afastado neste ano. O radialista era casado com Geralda Maria de Medeiros e era pai de três filhos. O velório foi realizado durante a tarde de ontem na Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. O corpo de Seu Mané foi enterrado no cemitério Novo Tempo, mais conhecido como cemitério Novo. 

Depoimentos
''A geração de jovens aprendeu rádio com Seu Mané. Os jovens da rádio mossoroense têm muita história para contar dele. Foi Seu Mané quem colocou a rádio no ar em 2 de abril de 1963. A decisão de afastá-lo da rádio foi muito difícil, mas ele já enfrentava problemas de alcoolismo e não tinha como desempenhar mais a sua função. Foi muito dolorido, pois, como ele mesmo dizia, a rádio era a vida dele", diz padre Carlinhos, diretor da Rádio Rural de Mossoró.

Seu Mané, era o Mané Garrincha do rádio mossoroense e era a alegria de todos que conviviam com ele", comenta o radialista Caby da Costa Lima.

O Mossoroense

Dr. Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário