quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Anúncio de prorrogação do IPI reduzido deve diminuir procura por carro novo neste fim de semana no DF

 

 

 

Da Agência Brasil

Brasília – A prorrogação do benefício da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) nas vendas de automóveis para 31 de dezembro, anunciado hoje (24) pela presidenta Dilma Rousseff, deve diminuir a corrida pela compra de veículos neste fim de semana no Distrito Federal (DF).

Para Daniel Kloeble, supervisor de vendas de uma rede de concessionárias de automóveis de Brasília, a medida deve atrapalhar os negócios, pois as pessoas também deverão adiar um pouco mais para a frente a aquisição do carro novo. "No final do período de redução, as vendas tendem a subir pois os clientes querem aproveitar a queda do IPI. Logicamente que a redução favorece o setor, mas com a prorrogação, os clientes deixam para comprar mais tarde", disse.

É o caso do estudante Ricardo Eirado, de 22 anos de idade. Ele acabou fechando a compra do seu segundo carro porque não tinha conhecimento que o benefício tinha sido prorrogado. "Eu não sabia da adiamento, se soubesse teria esperado mais um pouco para comprar. Daria tempo de pesquisar e pechinchar alguns opcionais há mais", declarou.

Na opinião do supervisor de vendas, seria mais favorável para as concessionárias que o anúncio da prorrogação da redução do IPI fosse feito na segunda-feira (29). "O mercado em Brasília é movido basicamente pelo funcionalismo público. Às vezes, as negociações diminuem, mas não param. Se o anúncio fosse feito na próxima segunda-feira, por exemplo, as vendas de veículos no último fim de semana de redução do IPI iam crescer em relação ao resto do período", disse Kloeble.

A primeira redução do IPI nas vendas de automóveis foi anunciada em maio deste ano. Em agosto, quando a aplicação da taxa menor do imposto terminaria, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou a extensão do benefício por mais dois meses, terminando em 31 deste mês.

Hoje, após o anúncio, Mantega declarou que esta será provavelmente a última prorrogação da diminuição do tributo, que tem por objetivo manter as vendas e os investimentos no setor automobilístico.

Edição: Aécio Amado

Nenhum comentário:

Postar um comentário