quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Uso da Polícia Militar gera polêmica entre os deputados

 

A participação da Policia Militar na segurança de eventos privados gerou discussão, ontem, no plenário da Assembleia Legislativa. Alguns deputados se disseram contrários à proposta, contudo, defenderam um aprofundamento do tema. O assunto foi levantado pelo deputado Fernando Hugo (SDD), aproveitando a realização do show internacional do cantor Elton John, na Arena Castelão, para criticar o deslocamento de mil homens, entre bombeiros e policiais militares, para eventos particulares. Para ele, o serviço não deveria ser cedido de forma gratuita.
  O parlamentar ressaltou que já existe um déficit no policiamento do Estado e, portanto, não caberia à Policia Militar deslocar um grande contingente de policiais para alguns organizadores lucrarem com apresentações artísticas. Ele lembrou, ainda, que o assunto já foi discutido pela Assembleia, inclusive com juristas e, até mesmo um projeto foi aprovado rejeitando a utilização do serviço público para fins privados. Fernando Hugo sugeriu a criação de um fundo para policiais militares e bombeiros escalados para esta função.
  O deputado Ely Aguiar (PSDC) acredita ser preocupante requisitar policiais militares para fins privados, além do que, atesta que a policia é o “samba do criolo doido e a população fica em segundo plano”. Ele avalia que isso poderia agravar o problema da segurança pública, pois teriam menos policiais nas ruas da cidade.
O deputado Welington Landim (Pros) também concordou com os questionamentos, pois, segundo argumentou, o público deve ser separado do privado. Ele, porém, ressaltou que o tema é “complexo”, embora acredite que a legislação brasileira é omissa neste sentido.
“É DEVER”
O deputado Osmar Baquit (PSC) acredita que, além de ser dever do Estado, a população precisa de policiamento adequado, uma vez que paga imposto. O parlamentar ressaltou que um megaevento como este tem impacto direto para o turismo do Estado e, por isso, o poder público deve entrar em ação.
  O deputado Mauro Filho (Pros) explicou que é papel constitucional do poder público promover a segurança, ressaltando que o Governo ganha com a realização dos eventos. Dessa maneira, acredita, que, além da receita com o aluguel, o Ceará ganha com estímulo à economia. O deputado destacou ainda que tanto policiais militares quanto Corpo de Bombeiros vêm recebendo reforço, com o aumento de efetivo e melhoria na infraestrutura.

Fonte: http://macariobatista.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário