quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Luizianne desmente De Assis e lança candidatura do PT ao Governo

 

O ex-presidente Lula deu um ultimato ao governador Cid Gomes e ao líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, pré-candidato ao governo estadual. Ou os dois se entendem, ou o PT terá candidato próprio. O vazamento da notícia pelo portal Ceará News 7 movimentou os bastidores da política cearense e nessa segunda-feira (10) o diretório regional do PT Ceará divulgou uma controversa nota em que reafirma que a prioridade da legenda é a indicação ao Senado da República, em 2014.
No entanto, na próxima sexta-feira, 14, uma ofensiva petista, capitaneada pela ex-prefeita de Fortaleza Luizianne Lins, usará a Assembleia Legislativa do Ceará para lançar um manifesto pela candidatura do PT ao Governo do Estado. O documento é endossado pelos militantes da Democracia Socialista (tendência ligada à ex-prefeita), da Articulação de Esquerda (ligada ao vereador Deodato Ramalho) e da Articulação Unidade da Luta (ligada ao senador José Pimentel).
À reportagem do Aqui CE, Luizianne Lins, apontada como nome natural para disputar o Abolição pelo PT, caso persista a disputa entre PROS e PMDB, principais forças que apoiam a reeleição da presidente Dilma Rousseff no Ceará, afirmou que uma divisão aprofundada na base já se desenha e, diante deste cenário, a legenda não pode privilegiar a relação com nenhum dos atuais grupos aliados ao Governo Federal.
Do mesmo jeito que os Ferreira Gomes têm direito a indicar um candidato, o Eunício tem legitimidade para ser candidato ao Governo. Ele me disse, inclusive, que Cid tinha acordado que ele seria o candidato. Diante do impasse entre esses dois aliados, defendo a candidatura própria do PT. E coloco meu nome. Assim, a presidente Dilma teria três palanques no Estado”, enfatizou Luizianne.

*Com informações Ceará News7

Nenhum comentário:

Postar um comentário