sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Máquinas do PAC trabalham em fazenda familiar de prefeito

 

Policiais federais flagraram a irregularidade
O prefeito de Serrita, município a 544 km de Recife, responderá ação de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) em Salgueiro. O MPF acusa o chefe do Executivo municipal, Carlos Eurico Ferreira Cecílio (PSD) e seus secretários de Agricultura e de Planejamento de usar veículos federais em causas particulares.

Em novembro do ano passado, policiais federais flagraram um caminhão e dois tratores destinados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal, sendo utilizados para reformar um açude na fazenda de Rodrigo Cecílio, filho do prefeito. As máquinas foram doadas ao município para perfuração de cacimbas e poços e na construção e manutenção de estradas, para atender às associações rurais em obras de convivência com o semiárido em função da estiagem prolongada.
Os operadores das máquinas não possuíam habilitação nem vínculo formal com a prefeitura. Os tratores e o caminhão, que sequer havia sido emplacado, eram abastecidos com recursos públicos e guardados no posto de gasolina de Rodrigo Cecílio.
Se condenados pela Justiça Federal, os acusados deverão ressarcir o dano em R$ 4,5 mil, correspondente ao valor de três diárias, terão os direitos políticos suspensos por até dez anos, além de perder a função pública, pagar multa e ficam proibidos de contratar com o Poder Público por até dez anos.
Aliás, a Federal está a caminho do Ceará para enquadrar uns-e-outro que segundo denúncias de um site local, usou do mesmo expediente. A Federal não informou o santo, só o pecado.

Postado por pompeumacario

Nenhum comentário:

Postar um comentário