quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Em votação aberta, Câmara cassa o mandato de Natan Donadon

 

EFE – 16 minutos atrás
    Brasília, 12 fev (EFE).- A Câmara dos Deputados decidiu nesta quarta-feira, em votação aberta, cassar o mandato do deputado Natan Donadon (sem partido-RO), condenado a mais de 13 anos de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A cassação de Donadon, que assistiu à sessão graças a uma permissão especial outorgada pela direção do presídio no qual está detido, foi respaldada em votação aberta por uma arrasadora maioria de 467 dos deputados presentes.

Ninguém se manifestou a favor da permanência do deputado no cargo e o único que se absteve em relação à cassação foi Asdrubal Bentes (PMDB-PA).

Donadon foi declarado culpado pelos crimes de formação de quadrilha e desvio de fundos públicos detectado em 1998 na Assembleia Legislativa de Rondônia, na qual ocupava a direção financeira.

Por esse mesmo caso foram condenadas outras sete pessoas, entre elas Marcos Donadon, irmão de Natan e deputado estadual em Rondônia.

Em agosto do ano passado, um mês depois de Donadon ter sido preso, a Câmara dos Deputados rejeitou um pedido de seu Conselho de Ética para cassar seu mandato.

A votação foi secreta e então 233 deputados aprovaram a perda do mandato de Donadon, mas eram necessários pelo menos 257 votos para destituí-lo.

Essa sessão foi cancelada pelo STF, que considerou impossível que um deputado preso exerça suas funções, e a decisão foi respaldada pelo presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, que convocou a nova votação realizada hoje.

Ao contrário da primeira, a votação hoje foi aberta e cada um dos deputados se pronunciou publicamente sobre o futuro de Donadon, que finalmente perdeu seu mandato e, uma vez concluída a sessão, foi levado novamente à prisão. EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário