segunda-feira, 5 de abril de 2010

Violência causou 44 mortes

Quarenta e quatro pessoas tiveram morte violenta durante o feriadão da Semana Santa em todo o Estado. O balanço dos óbitos ocorridos no período, porém, somente será concluído na manhã desta segunda-feira quando as autoridades darão por encerrada a ´Operação Páscoa´ nas rodovias estaduais e federais do Ceará.

Conforme levantamentos feitos pela Reportagem, das 18 horas de quarta-feira última (1º) até o fim da noite de ontem, haviam sido registrados 21 homicídios na Grande Fortaleza (Capital e Região Metropolitana) e outros cinco no Interior.

Já os acidentes fatais no trânsito foram assim distribuídos; oito na Grande Fortaleza e sete no Interior. Outras três pessoas perderam a vida em afogamentos (um na Capital e dois no Interior do Ceará).

Acidentes

Dos 15 acidentes fatais no trânsito, sete deles ocorreram em rodovias (CEs e BRs) e os demais em estradas carroçáveis ou em trechos urbanos (ruas e avenidas). Um dos mais graves ocorreu na madrugada de sábado passado em Fortaleza. Dois irmãos, identificados como Moacir e Erandir Zacarias Rodrigues morreram quando o carro em que eles viajavam chocou-se contra o muro de uma residência na Avenida Oscar Araripe, no bairro Bom Jardim.

Já na rodovia CE-257, na localidade de Caiçara, em Canindé (a 97Km de Fortaleza), o motorista Wanderson Rodrigues Aquino e seu filho, o pequeno João Gabriel Carvalho Aquino, de apenas sete meses de vida, morreram numa colisão entre dois automóveis. Em Sobral, na Zona Norte do Estado, outra colisão ceifou a vida da jovem Janele Silva de Sousa.

Na madrugada de Sexta-Feira Santa, ocorreram dois desastres com mortes na Grande Fortaleza. O primeiro aconteceu na Avenida General Osório de Paiva, em Parangaba, quando uma Hilux bateu na traseira de um caminhão que estava parado, resultando na morte do passageiro da caminhonete, Paulo Roberto Garcia do Nascimento. Cerca de 30 minutos depois, outra colisão, desta vez no Anel Rodoviário, em Maracanaú, matou o pedestre Jorge Rodrigues de Sousa. Em Santa Quitéria, uma colisão matou, ontem, o motoqueiro Carlos Antônio Gomes de Araújo. O acidente ocorreu na rodovia estadual CE-257. E em Missão Velha, Antônio Geraldo dos Santos morreu depois que sua moto atropelou uma vaca. Ele foi socorrido, mas morreu no hospital. (Diario do Nordeste).

Um comentário:

  1. PÁGINA DOS RESERVAS http://www.policiacivilreservas.page.tl/Noticias.htm NOTÍCIAS,FORUM,FOTOS E VIDEOS,DENUNCIAS,ENQUETES,RECADOS,ABAIXO-ASSINADO,EFETIVO E EXONERAÇÃO,VIOLÊCIA NO ESTADO ,JOGOS E ETC...... Entrem e participem!!! Sejam Bem vindos !!! ENVIE PARA SEUS AMIGOS TAMBÉM!,PERNAMBUCO AGRADECE.Concurso da polícia civil de Pernambuco - 2006 Representamos os Concursados, aprovados em todas as fases do concurso de 2006, aos cargos de agente e escrivão. e estamos solicitando o apoio de todos os cidadãos para que nos ajudem a conseguir, o mais rápido possível, da secretaria de defesa social de Pernambuco e do governador Eduardo Campos, a convocação para o curso de formação, pois estamos na reserva com um numero de mais de 2.000 agentes e 900 escrivães aptos e prontos à academia. Enquanto que, mesmo com a convocação da primeira turma em maio 2008 de 800 agentes e 460 escrivães o déficit na instituição chega a mais de 3.000 policiais. Pois o numero de formados, até então, é ínfimo diante da necessidade do efetivo. Segundo o Chefe geral da polícia civil de Pernambuco Manuel Carneiro o efetivo agora é de 5.598 policiais, sendo que o fixado pela lei 13.231 de maio de 2007, aprovada pelo governador Eduardo Campos, apenas para os cargos de nível médio(inclui agente e escrivão), é de 10.491. A carência é evidente, e a necessidade é urgente para o estado considerado o mais violento do país. Por isso solicitamos, não só aos pernambucanos, pois a segurança pública é problema nacional, mas a todos os cidadãos Brasileiros, que nos apóiem nessa luta, aderindo ao abaixo-assinado, para que possamos como futuros policiais servir bem e fielmente a sociedade, A maior beneficiada, Abaixo, assinam aqueles que buscam e lutam por mais segurança e paz ao estado de Pernambuco, ao Brasil.

    ResponderExcluir