sábado, 10 de abril de 2010

Ex- prefeito de Boa Viagem condenado por assalto

O ex-prefeito de Boa Viagem, Antônio Argeu Nunes Vieira, foi condenado pela Justiça Federal, na última quinta-feira, a pena de 49 anos de prisão, além de multa no valor de R$ 3,8 milhões. O ex-prefeito é acusado de ter sido um dos financiadores da quadrilha que furtou R$ 164,7 milhões do Banco Central de Fortaleza, em agosto de 2005.

A condenação partiu do juiz da 12ª Vara da Justiça Federal, Ricardo Ribeiro Campos. Apesar da decisão, o réu permanece em liberdade, com base na liminar concedida pelo Superior Tribunal de Justiça - STJ, em fevereiro do ano passado, que garante o Benefício durante toda a tramitação do processo. A defesa deverá recorrer da decisão na 5ª Região, em Recife (PE).

De acordo com as investigações da Polícia Federal, o ex-prefeito teria repassado a quantia de R$ 100 mil ao bando e recebido em troca o valor de R$ 4 milhões. Segundo ainda as investigações, Argeu Nunes teria proximidade com Jussivan Alves, o ``Alemão``, e Juvenal Laurindo, ambos naturais de Boa Viagem.

O ex-prefeito chegou a ser preso em novembro de 2008, no Aeroporto Internacional Pinto Martins, assim que desembarcou de viagem a Brasília. Um mês antes, ele chegou a concorrer à eleição de Boa Viagem, como candidato do PMDB, e terminou em terceiro.

A Policia aponta o envolvimento de Argeu Nunes com a quadrilha do furto milionário, com base em escutas telefônicas autorizadas pela Justiça. Conforme as investigações, o ex-prefeito teria usado ``laranjas`` (pessoas que cedem seus nomes) para encobrir o enriquecimento ilícito. De acordo ainda com as investigações, seis pessoas foram identificadas no esquema.

Os policiais também encontraram na casa de onde partiu o túnel para o banco, uma nota fiscal da empresa do ex-prefeito - proveniente da compra de fitas adesivas. O material serviu para lacrar os sacos de dinheiro.(O Povo).



Nenhum comentário:

Postar um comentário