terça-feira, 20 de abril de 2010

Guarany de Sobral, dirigentes e atletas são punidos no tribunal

A 1ª Comissão do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol (TJDF) julgou na noite desta segunda-feira, 19, os autores dos problemas ocorridos na partida entre Guarany de Sobral e Horizonte na semifinal do 2º turno. A partida aconteceu no dia 10 de abril no Estádio do Junco, em Sobral. Os atletas Vantuir, do Guarany(S) e Cristiano, do Horizonte foram punidos com 10 jogos de suspensão, cada, enquanto o Guarany(S) perdeu o mando de campo para duas partidas.

As penas mais pesadas ficaram para os dirigentes do Guarany(S), O presidente do Conselho Deliberativo Luiz Torquato de Melo foi apenado com 360 dias de suspensão e multa de R$ 4 mil. Ao seu filho, presidente da executiva do Guarany(S) coube 210 dias de suspensão e multa de R$ 3mil. O Clube também foi punido e perdeu o mando de campo para duas partidas em competições oficiais da Federação Cearense de Futebol (FCF), além de uma multa de R$ 2 mil, embora não tenha havido pena de interdição para o Estádio do Junco.

Os brigões do final do jogo também tiveram penas pesadas. O goleiro Vantuir que saiu do banco de reservas do Guarany(S) para começar a confusão pegou 10 partidas de suspensão, o atacante Cristiano, do Horizonte, também foi punido com 10 jogos de suspensão por ser reincidente. O atacante Marco Túlio, do Guarany(S) foi suspenso em sais jogos e o Horizonte foi multado em mil reais. Júnior Cearense e André Luís, atletas do Horizonte, foram absolvidos.

Cleston Santino também foi absolvido das de núncias de omissão. Na súmula o árbitro da partida não fez constar nenhum nome de atletas ou dirigente que se envolveu na confusão, mas diante das imagens do final do jogo o tribunal entendeu que o árbitro estava cercado pela proteção policial e não tenha como ver os autores das agressões mútuas.

Além dos brigões, o julgamento também envolveu outras situações relacionadas ao jogo como a expulsão do técnico Filinto Holanda, que ocorreu no final da partida, e o treinador foi apenas advertido. O volante Ricardo Baiano (Guarany(S)) foi suspenso em três jogos pela expulsão, enquanto o zagueiro Carlos, também expulso, foi punido com quatro jogos de suspensão.

Em grau de recurso as decisões da 1ª Comissão do TJDF ainda podem ser levadas ao Pleno do TJDF e posteriormente ao STJD. Ao final do julgamento se dava como o certo o primeiro recurso ao pleno do Tribunal.

Confira a lista das decisões da 1ª Comissão do TJDF:

Clubes:

Guarany(S) - perda de mando de campo de duas partidas – multa de R$ 2 mil

Horizonte – multa de mil reais

Dirigentes:

Luíz Torquato de Melo - 360 dias de suspensão - multa de R$ 4 mil

Luís Torquato Filho - 210 dias de suspensão - multa de R$ 3 mil

Árbitro:

Cleston Santino – absolvido

Técnico:

Filinto Holanda – Advertido

Atletas envolvidos na confusão

Vantuir(Guarany(S) – 10 jogos de suspensão

Cristiano(Horizonte) - 10 jogos de suspensão

Marco Túlio(Guarany(S) - seis jogos de suspensão

Júnior Cearense(Horizonte) – Absolvido

André Luís(Horizonte) – Absolvido

Atletas expulsos durante o jogo:

Ricardo Baiano(Guarany(S) – três jogos de suspensão

Carlos(Guarany(S) – quatro jogos de suspensão.

Site: artilheiro.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário