sábado, 18 de abril de 2009

Mais de 14 mil pessoas são afetadas pelas inundações

O Ministério da Integração Nacional já divulgou que o governo federal está liberando R$ 300 milhões para socorrer as vítimas de catástrofe, depois das chuvas que atingiram o País. No Ceará, são 18 cidades que estão em estado de alerta com mais de 14 mil pessoas afetadas. Até o fechamento desta edição, a Defesa Civil contabilizava ontem 1.552 desalojadas, 191 desabrigadas, 244 casas danificadas e 46 destruídas pelas chuvas.Entre os municípios que estão em estado de alerta, seis deles situam-se na zona norte do Estado. São elas: Acaraú, Granja, Itapajé, São Luiz do Curu, Ubajara e Uruburetama.
Em Acaraú, a situação é preocupante devido à cheia do Rio Acaraú, que impede o escoamento das águas de novas chuvas. De acordo com levantamentos feitos pela Prefeitura Municipal, cerca de 40 famílias estão desabrigadas e 600 pessoas estão desalojadas. A maioria das famílias desabrigadas já está em locais improvisados pela Prefeitura. “Nós fizemos a remoção dessas famílias para abrigos. Elas moram no bairro da Perseguida, em áreas ribeirinhas. Nesta época do ano, têm as suas casas invadidas pelas águas do rio”, disse Rogério Rios, secretario de Infra-Estrutura do município. Ele adiantou que a Prefeitura está construindo 240 casas para fazer a remoção definitiva dos moradores de áreas de risco.
“A gente só mora aqui porque não tem para onde ir. Estou com três filhos doentes. Assistência médica para nós é coisa rara”, lamentava Maria de Paula Oliveira, que mora em um casebre com quatro filhos e a nora. Ela se recusou a ir para o abrigo temendo deixar o casebre sozinho.

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário