terça-feira, 28 de abril de 2009

Crece o número de desabrigados em Sobral

As cheias do Rio Acaraú, que corta este município, continuam desabrigando famílias em seu leito. Ontem pela manhã, os números chegaram a 420 famílias desabrigadas, o que representa cerca de 1.700 pessoas, de acordo com a Defesa Civil do Município. Desse total, 380 estão somente na sede, ficando as demais famílias situadas em distritos. Os bairros mais atingido são: Tamarindo, Santa Casa, Pintor Lemos e Vila Recanto, onde a assistência ainda é deficitária, segundo os moradores. Os 18 abrigos disponibilizados pela Prefeitura estão todos ocupados e alguns deles não têm mais como receber desabrigados. A cena voltou a se repetir cinco dias depois que esses mesmo moradores foram obrigados a deixar suas casas devido ao nível do rio ter atingido seis metros de altura, atingindo 51 famílias no município. “Foi decretada situação de emergência, que deverá permanecer até que o problema se inverta”, disse o prefeito de Sobral, Leônidas Cristino.
Áreas isoladas
Ontem, um helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) trouxe o sub-comandante do Corpo de Bombeiros da Capital, coronel Joaquim Neto, ao município. Juntamente com o comandante dos Bombeiros em Sobral, capitão Roberto Morais, e o prefeito Leônidas Cristino, eles sobrevoaram por 40 minutos as áreas atingidas pelas chuvas na sede e zona rural, e até o Açude Jaibaras. A partir desta operação, o prefeito decidiu enviar, por helicóptero, uma equipe médica para o distrito de Bonfim, que está totalmente isolado pelas águas das chuvas.

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário