terça-feira, 14 de abril de 2009

Impasse nas datas da decisão do turno

"Passamos 14 anos sem chegar a uma disputa de decisão de turno. E no momento em que conquistamos esse direito, com todas as dificuldades que passamos, estão querendo nos impor para jogarmos numa sexta-feira à noite! Isso não tem cabimento”. Esse foi um dos argumentos de Luizinho Torquato, dirigente do Guarany, que não aceitou a proposta da Federação Cearense de Futebol (FCF) para que os dois jogos das finais do segundo turno do Estadual aconteçam na próxima sexta-feira (em Sobral) e no domingo (em Fortaleza).
A reunião de ontem à tarde, na sede da FCF, durou mais de uma hora. O vice-presidente do Fortaleza, Renan Vieira, falou que não existem datas disponíveis para que sejam realizadas as partidas, já que o time tricolor está disputando a Copa do Brasil e tem confrontos marcados, caso não seja eliminado da competição, para as próximas três quartas-feiras. Além disso, a decisão do Estadual já está marcada para os dias 26 de abril e 03 de maio.
As propostas do Guarany seriam para que as finais do turno ocorram já neste domingo (em Sobral) e na sexta-feira da próxima semana (em Fortaleza). Ou para este sábado (no Estádio do Junco) e segunda-feira (no Castelão). Luizinho descartou a possibilidade de que seu impasse é por motivo financeiro. “De maneira nenhuma. Não queremos dinheiro. Nós estamos querendo é respeito com o nosso torcedor e nossos patrocinadores. Tanto que não aceitamos nada de renda dividida. Chegamos até aqui com nosso público nos ajudando. Temos uma média de público de quase cinco mil torcedores. E não seria justo com todos eles, que agora façamos uma final numa sexta-feira à noite”, comentou o dirigente.Com impasse, uma nova reunião foi marcada para hoje à tarde na FCF. Luizinho Torquato vai conversar com o presidente do Guarany, seu pai, Luis Torquato, e levar a Sobral a proposta apresentada pela entidade. Assim, um novo capítulo desta novela ainda deverá render muita polêmica. (DN).

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário