quarta-feira, 15 de abril de 2009

Audiência pública em Marco para discutir o uso correto de agrotóxico

Discutir o Programa Estadual de Agrotóxicos e a legislação brasileira pertinentes à política voltada a estes defensivos químicos foi o objetivo de audiência pública realizada na manhã de ontem, no Perímetro Irrigado Baixo Acaraú. Promovido pela Assembléia Legislativa do Ceará, o evento contou com a participação de deputados estaduais, irrigantes, produtores da região, órgãos governamentais e representante da Ordem dos Advogados do Brasil-Seção Ceará.
A audiência, a primeira de uma série que deverá acontecer pelo Interior do Estado ainda este ano, foi provocada pela OAB. “O que levou a gente a provocar está audiência pública foi devido uma série de denúncias que nos chegou, informando que milhares de trabalhadores rurais estariam doentes devido à má utilização dos agrotóxicos em todo Estado do Ceará, principalmente nos perímetros irrigados”, disse o advogado Aloísio Pereira Neto.
O encontro foi presidido pelo presidente da Comissão de Seguridade Social e Saúde da Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, deputado Antônio Granja. Ele avaliou como bastante positivo este primeiro encontro. Ele disse que não se pode deixar de considerar o tema como de relevância social. Aponta para o uso indiscriminado e incorreto dos agrotóxicos, o que provoca sofrimento ao trabalhador rural, dada a consequente deterioração de sua saúde. “Reconhecemos a importância que os agrotóxicos desempenham no combate de pragas, doenças e ervas daninhas, mas devemos se conscientizar que a sua venda e o seu uso indiscriminado podem acarretar maiores males do que os que visa a combater”, destacou Antônio Granja.

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário