domingo, 4 de novembro de 2012

FREQÜÊNCIA LIVRE PARA OS RADIOAMADORES DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

 

WX4NHC ESTAÇÃO DE RADIOAMADOR NO CENTRO NACIONAL DE FURACÕES

Bill Read, KB5FYA, diretor do Centro Nacional de Furacões com Júlio Ripoll WD4R & McHugh John K4AG Coordenadores rádio amador em NHC

Informação nos chega através das redes sócias da Associação Nacional de Radioamadores-ARRL dos E.U.A, que ao mesmo tempo em que o furacão Sandy castigava a Costa Leste dos EUA, afetando a rede elétrica e as conexões de internet, milhões de pessoas recorreram ao Twitter, seja para se informar, seja para pedir socorro. Desde a noite de domingo, autoridades americanas vêm usando o micro-blog para orientar moradores sobre a desocupação de áreas ameaçadas. O certo é que varias torres e repetidoras da rede telefônica e do radioamadorismo foram destruídas, mas estão sendo restabelecidas para ajudar nas comunicações e nas observações meteorológicas em tempo real. O único meio de comunicação em operação é sistema radioamadorístico naquele estado de calamidade. “Os radioamadores que querem ajudar não deve seguir para a área afetada”, explicou o diretor de emergência da ARRL , Mike Corey, KI1U. A ARRL tem o apoio de: WX4NHC, a estação amadora do Centro Nacional de Furacões (NHC), em Miami. A HWN está no ar em QAP, monitorando as freqüências de: 14.325 e 7.268 e 3.950 kHz, estando no ar continuamente até que a tempestade termine. Aqui apresento com utilizar as

FREQÜÊNCIAS DE EMERGÊNCIA

Quando se apresenta uma situação de emergência, a lei faculta ao radioamador operar fora das faixas a ele normalmente destinadas, em apoio aos serviços ali alocados em regime preferencial e/ou em caso de risco iminente à vida humana. Além disso, jurisprudências recentes asseguram a radioamadores licenciados o direito de praticar escuta de comunicações policiais, aeronáuticas, marítimas e outros serviços privados; desde que não causem interferência ou divulguem o teor dessas comunicações. Portanto, nada mais lícito do que transformar mais essa possibilidade, hoje facilitada pelos equipamentos de V/UHF com faixas de escuta ampliada, em estratégica fonte de informação e integração do radioamadorismo com esses serviços. Em resumo, partindo do princípio que - também em termos de rádio-todo o conhecimento se faz útil de alguma forma, segue-se uma lista atualizada de freqüências exclusivamente usadas em tráfegos de emergência. Tais freqüências são convencionadas internacionalmente e obedecem às normas específicas de execução de cada serviço.

QRG Função Serviço Tipo de emissão

500 KHz - intern. de socorro - marítimo - CW

2.182 KHz - intern. de socorro - aero-marítimo - SSB

3.023,5 KHz - intern. no evento - aero-marítimo - SSB

5.680 KHz - intern. no evento - aero-marítimo - SSB

8.364 KHz - intern. de embarcações de sobrevivência - marítimo - SSB 13.975 KHz - escuta diurna RCC**- aeronáutico - SSB

121.500 MHz - internac. de socorro - aeronáutico - AM

123.100 MHz - internac. no evento - aeronáutico - AM

138.780 MHz - serv. comb. SAR*(especial) - aeronáutico - AM

146.520 MHz - internac. de socorro - radioamador - FM

156.800 MHz - internac. de socorro - marítimo - FM

159 / 16l MHz - (várias) - seg. pública - FM

243.000 MHz - intern. no evento - aeronáutico - AM.

Aqui vai alguns links de rádio escuta de alguns serviços importante nos EUA no combate ao furação Sandy: National Hurricane Center/East Coast Skywarn Net: http://relay.radioreference.com:80/59491932

NYPD Special Operations Division and Traffic: http://relay.radioreference.com:80/931287466

FDNY Manhattan Fire Dispatch: http://relay.radioreference.com:80/962912934 -

Site: www.nvoad.org/sandy - Site: www.redcross.org/charitable-donations

Estas e outras noticias no diário do radioamador Classe A” Célio Cavalcante PT7ACZ, membro voluntário da RENER/CVB.

Por: Célio Cavalcante

Nenhum comentário:

Postar um comentário