quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Dinheiro desviado da Meruoca, acompanhe

MP/CE REALIZA "OPERAÇÃO SERRA LIMPA" EM MERUOCA

“O Ministério Público do Estado do Ceará está realizando desde ontem a operação “Serra Limpa”, no município de Meruoca, na região Norte do estado. Com autorização expedida pelo juiz Rafael Lopes do Amaral, da comarca de Meruoca, o MP está cumprindo mandados de busca e apreensão na sede da Prefeitura e de empresas que venceram licitações e celebraram contratos com o Município.

Após o recebimento de denúncias, foi instaurado um inquérito que deu origem a uma Ação Cautelar de Improbidade Administrativa, proposta no dia 6 de novembro. Foram detectadas inúmeras fraudes em processos licitatórios que levaram ao desvio de recursos públicos e por isso foi pedido o afastamento do atual prefeito, Francisco Antônio Fonteles, da secretária de Ação Social e esposa dele, Maria do Socorro Dias Fonteles, e de outros servidores públicos envolvidos com o esquema. O pedido foi negado pela Justiça, mas na última sexta-feira, 9, foi dada a autorização para o cumprimento dos mandados de busca e apreensão.

Os promotores continuam em diligências nesta terça-feira e a operação tem o apoio das Polícias Civil e Militar. Até o momento, foram apreendidos materiais na Prefeitura, na residência do prefeito, na sede da empresa Trevo Metalúrgica, de propriedade dele, e ainda nas empresas Safira Construções, Tiago M. Albuquerque (Mercadinho M & T), MM Empreendimentos e no posto de combustíveis Rerius. Ontem à tarde a Justiça desautorizou as buscas na residência das pessoas físicas, mas esses mandados já haviam sido cumpridos pela manhã. As buscas nas empresas continuam.

De acordo com as investigações, o valor desviado dos cofres públicos foi de R$ 3.144.000 (três milhões, cento e quarenta e quatro mil reais). Como parte desse total, foram identificados depósitos bancários feitos na conta pessoal do prefeito e da esposa dele e realizados por empresas vencedoras de licitações no Município. O montante inicial depositado foi de R$ 210.808,77, valor integralmente proveniente de cheques públicos pagos pelos contratos que essas empresas celebraram com a Prefeitura.

Segundo o promotor de Justiça Venusto da Silva Cardoso, titular da comarca de Meruoca, o MP investiga se os desvios têm relação com o atraso no pagamento do salário dos professores, bem como com as demissões de servidores públicos sem o devido pagamento dos seus direitos. Além disso, há suspeita de que o valor desviado seja ainda maior. Foi decretada a quebra do sigilo bancário dos envolvidos e podem existir outras transações financeiras ainda não reveladas até o momento.

A operação “Serra Limpa” é desencadeada pelos promotores de Justiça André Tabosa, Juliana Cronnemberg de Negreiros, Irapuan da Silva Dionísio Júnior, Carlos Augusto Tomaz Vasconcelos, Venusto da Silva Cardoso, Ítalo Braga e Osvando Muniz.

No rol dos acusados, há empresas situadas nos municípios de Meruoca, Sobral, Fortaleza e Ibiapina. Segue a lista com o nome de todas as pessoas e empresas que foram denunciadas pelo Ministério Público:

- Francisco Antônio Fonteles

- Maria do Socorro Dias Fonteles

- Trevo Serviços Ltda.

- Irineu Coutinho Aguiar Junior

- Luiza Felix Aguiar

- IC Aguiar Junior

- Rerius Empreendimentos e Serviços

- Jana Cristina Fernandes Costa

- Manoel Messias Porto Costa

- MM Empreendimentos

- Raniere Rodrigues de Morais

- Safira Construções e Empreendimentos Ltda.

- M. Douglas de Souza Lima (empresa)

- Marcos Douglas de Souza Lima

- Geovanio Falcão Franklin Fonseca

- GFF Fonseca (empresa)

- Thiago M. de Albuquerque (empresa)

- Thiago Marques de Albuquerque

- A.C. Fontenele e Cia. Ltda

- Antônio Coutinho Fontenele

- Futura Comércio e Serviços/SS Ltda.

- Lizandra Gomes Leite

- Maria Jeovanira Matos Rodrigues

- Andrea Gomes Maciel

- Francisco Irineu Bezerra Gomes”

(Site do MP-CE)

Por Armando Costa no blog Sobral de Prima

Nenhum comentário:

Postar um comentário