quinta-feira, 4 de março de 2010

Seca verde começa a preocupar na Zona Norte do estado

A falta de chuvas também está preocupando os agricultores da Zona Norte do Estado. Sem chuvas na maioria dos municípios da região, as esperanças de alguns agricultores com relação a uma boa colheita são desanimadoras. Alguns agricultores aproveitaram as primeiras chuvas do ano para plantar, mas a água foi pouca. Diversas plantações de milho e feijão já estão secando por falta de chuva.

A agricultora Maria das Graças foi uma das que aproveitou as primeiras chuvas de janeiro para plantar alguns hectares de milho e feijão.

Segundo ela, a chuva fez germinar bem as sementes, mas com a escassez de água diante da falta de chuvas, o trabalho poderá ficar perdido. Sem água, quem plantou poderá perder.

Maria das Graças foi ao roçado no domingo e ontem. Para tentar salvar o que plantou. Está encontrando uma alternativa, com a utilização de uma pequena mangueira que puxa até o roçado. "Se o inverno fosse bom, com certeza, já teria comido milho. No entanto, a situação é essa, terra seca e sem prenúncio de chuva".

Cautela

Técnicos da Ematerce estão muito cautelosos com relação à situação e evitam comentar sobre a irregularidade climática. No início das chuvas, eles chegaram a orientar os agricultores para não serem surpreendidos com veranicos. "A orientação foi para que a distribuição das sementes do Hora de Plantar acontecesse sóem fevereiro para evitar o plantio de forma precipitada", disse Jander Albuquerque, gerente Regional da Ematerce em Sobral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário