quarta-feira, 17 de março de 2010

Denúncias motivam novos debates na AL do Ceará

O deputado Fernando Hugo (PSDB) mais uma vez foi à tribuna da Assembleia Legislativa criticar o possível envolvimento do secretário nacional de finanças do PT, João Vaccari Neto, em denúncia de desvio de mais de R$ 100 milhões da Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop) para financiar campanhas do PT. O parlamentar voltou a fazer críticas ao Partido do Trabalhadores e a relembrar escândalos que envolveram petistas, como o mensalão.

"Existe na história política do Brasil um partido mais corrupto que o PT?", questionou o tucano. Além do possível envolvimento de Vaccari Neto nesse caso, Fernando Hugo apontou um outro petista também envolvido em escândalo, no caso José Dirceu, que foi acusado de participar do esquema do mensalão.

O tucano fez questão de lembrar que José Dirceu não foi expulso do Partido dos Trabalhadores por ter seu nome envolvido em um dos maiores escândalos da política brasileira. Pelo contrário, o tucano ressalta que Dirceu continua sendo uma figura influente dentro do PT. "A figura mais importante do PT fora o Lula é o Dirceu", alega.

Para Fernando Hugo, não há dúvidas do envolvimento de Vaccari Neto no esquema da Bancoop. O deputado Osmar Baquit (PSDB) disse achar "estranho" o fato de o PT defender punir aqueles que tivessem cometido erros, quando José Dirceu que foi acusado de chefiar o mensalão, continua no partido e é uma das figuras com maior influência dentro do PT.

Baquit asseverou que José Dirceu comanda, segundo ele, a campanha da ministra Dilma Rousseff, à presidência da República. "A Dilma é cria do Dirceu e se um dia chegar a ser presidenta, não vai fazer a campanha do Lula, vai aparelhar o PT para fazer a campanha do Dirceu". (DN).

Nenhum comentário:

Postar um comentário