segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Produtos serranos são aprimorados para a Copa do Mundo

O Sebrae no Ceará, por meio do programa Sebrae 2014, capacita e orienta pequenos produtores do Maciço de Baturité para as oportunidades que surgirão com os eventos esportivos programados para Fortaleza

Bárbara Holanda

Produtos naturais da serra buscam certificação com foco no mercado turístico

Café, mel, iogurte, queijo, cajuína, castanha, banana passa e flores. Esses são apenas alguns dos produtos produzidos no Maciço de Baturité, região serrana distante cerca de 100 quilômetros de Fortaleza, que poderão ser levados à mesa dos turistas antes, durante e após a Copa do Mundo da FIFA em 2014. Para que essa oportunidade se concretize em negócios, esses produtos vêm sendo trabalhados pelas empresas da região para se adequarem às exigências e aos padrões de qualidade do mercado turístico.
O trabalho é induzido pelo escritório regional do Sebrae em Baturité, por meio do programa Sebrae 2014, e participam 20 pequenos produtores dos municípios de Guaramiranga, Baturité, Barreira e Ocara. Cada produtor recebe orientações e soluções específicas de acordo com a necessidade e a realidade de cada negócio. Entre as atividades oferecidas pelo Sebrae aos participantes do programa estão ações de modernização de embalagens, criação de logomarcas, layout de lojas, segurança alimentar, gestão da qualidade, entre outras.
“Para a produção serrana entrar no mercado turístico é preciso que o produto seja preparado, desde a adoção de boas práticas de produção até uma apresentação profissional, com uma marca e um site para a empresa, rótulos e embalagens bem feitos e adequados ao produto. Tudo isso é fundamental para que esses produtos possam acessar as prateleiras do mercado numa linguagem comercial e competitiva”, afirma a articuladora do escritório do Sebrae em Baturité, Fabiana Gizele Moreira da Costa.
De acordo com ela, o objetivo é desenvolver produtos do agronegócio de forma competitiva para o consumo turístico e dos veranistas que visitam o Maciço, além de proporcionar a esses produtos espaços comerciais em grandes centros conforme capacidade de produção e logística de cada empreendimento. “É um grande trabalho de integração da cadeia produtiva do turismo, gerando negócios e competitividade mercadológica”, explica Fabiana.
Certificação
Uma das empresas participantes do Sebrae 2014 em Guaramiranga é o Sítio Rio Negro, que produz laticínios, flores e frutas. Segundo a empresária Michaela Demétrio, o iogurte 100% natural é o principal foco do trabalho voltado para o mercado turístico. Ela pretende daqui pra frente buscar a certificação de registro do produto.
“Produzimos e vendemos uma série de produtos diferenciados, com um alto valor agregado. O sítio é autossustentável e a produção é toda orgânica. Atualmente já fornecemos o iogurte natural para hotéis e pousadas, mas ainda falta o certificado de registro e é em cima disso que iremos trabalhar agora. Esse produto é feito com leite orgânico, com lactobacilos importados e por ser um produto não industrializado é muito bem aceito pelos turistas, especialmente os estrangeiros”, diz Michaela.
A empresária, que é nutricionista por formação, abriu o negócio há três anos e está entusiasmada com as oportunidades de crescimento que poderão surgir com a realização de grandes eventos no Ceará. “A nossa proposta é mostrar que é possível fazer um alimento de qualidade. E não só para os turistas. É importante que a comunidade local tenha acesso a um alimento mais saudável. Acredito que isso é um diferencial que torna a empresa mais competitiva e poderá gerar muitas oportunidades com o incremento que os grandes eventos darão ao turismo no Ceará”, opina.
Além do iogurte natural, o Sítio Rio Negro produz queijo minas frescal, queijo coalho, ricota cremosa e doce de leite com leite orgânico. Produz também flores, com manejo orgânico, especialmente antúrios, sendo a única produtora dessa espécie no Estado. A empresa emprega direta e indiretamente 13 pessoas da região.
Maciço
O agronegócio é um dos dez setores da economia que o Sebrae está trabalhando para identificar oportunidades de negócios e capacitar pequenas empresas. Os outros setores são Artesanato, Turismo, Construção Civil, Economia Criativa, Tecnologia da Informação, Moda, Comércio Varejista, Serviços em geral e Madeira e Móveis.
O Maciço de Baturité possui uma rica diversidade de produtos feitos pelos micro e pequenos empreendimentos numa produção organizada, mais profissional e comercialmente atrativa, com destaque inclusive para a agricultura familiar. A região possui também uma boa oferta de serviços turísticos por ser um destino em franca ascensão no Ceará, a cerca de cem quilômetros da capital.
Dentro desse trabalho de preparação do programa Sebrae 2014, os pequenos produtores já participaram de um rodada de negócios com os meios de hospedagem da região durante o festival Viva Guará, de 24 a 26 de agosto, em Guaramiranga. O resultado foi a realização de diversas parcerias que se concretizarão em médio prazo.
Serviço:
Sebrae 2014 www.sebrae2014.com.br
Central de Relacionamento Sebrae 0800-570-0800
Escritório do Sebrae em Baturité (85) 3347-1570
Sítio Rio Negro www.sitiorionegro.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário