quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Produção de veículos no Brasil bate recorde em agosto, cresce 10,6%

SÃO PAULO, 6 Set (Reuters) - A produção de veículos do Brasil em agosto confirmou expectativas e foi a maior da história do setor no país, impulsionada por venda também recorde que reduziu estoques do setor, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pela associação de montadoras, Anfavea.

O volume montado em agosto somou 329,3 mil veículos, superando o recorde de 326,2 mil unidades de agosto de 2011. Na comparação com julho, a produção cresceu 10,6 por cento e sobre o mesmo mês do ano passado houve alta de 1 por cento.

No acumulado de janeiro a agosto, a indústria automotiva registra produção de 2,18 milhões de veículos, 7,2 por cento abaixo do produzido um ano antes. A Anfavea estima crescimento de 2 por cento em 2012, para 3,475 milhões de unidades.

As vendas, impulsionadas pela expectativa dos consumidores com o fim do desconto do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) que acabou sendo renovado pelo governo até o fim de outubro, cresceram 15,3 por cento sobre julho, para 420,1 mil unidades. Na comparação com agosto de 2011, os licenciamentos aumentaram 28,2 por cento.

Já nos oito primeiros meses de 2012, os emplacamentos somam 2,5 milhões de unidades, 5,5 por cento mais que no mesmo período de 2011. A Anfavea estima crescimento das vendas este ano de 4 a 5 por cento, para entre 3,77 milhões e 3,81 milhões de veículos.

Nesta semana, a associação de concessionários, Fenabrave, informou que o recorde de vendas em agosto fez os estoques na rede de distribuição de veículos caírem para 15 dias, ante um nível considerado como normal pelo setor de cerca de 20 dias.

As exportações de autoveículos em agosto somaram 1,2 bilhão de dólares, alta de 23,7 por cento sobre julho e de 0,4 por cento ante agosto de 2011. No acumulado do ano até agosto, as exportações ficaram em 8,08 bilhões de dólares, queda de 3,2 por cento.

A Fiat liderou as vendas no mês passado ao registrar emplacamentos de 98.211 unidades, alta de 16,7 por cento sobre julho.

A Volkswagen apurou vendas de 89.351 veículos, 13,5 por cento maiores em relação ao mês anterior, seguida pela General Motors com 75.872 emplacamentos, crescimento mensal de 28 por cento.

A Ford, em contrapartida, viu as vendas caírem 4,8 por cento ante julho, ao comercializar 31.079 veículos em agosto.

A Renault, enquanto isso, vendeu 27.904 unidades no mês passado, alta mensal de 21,7 por cento.

CAMINHÕES

Isoladamente, a produção de caminhões em agosto somou 12.518 unidades, praticamente estável ante julho e 44,6 por cento menor que em agosto de 2011.

No acumulado até agosto, o segmento registra tombo de 40,2 por cento na comparação anual, para 87.943 mil unidades, em meio à fraqueza da economia e à forte antecipação de compras de 2011 que ocorreu antes da mudança no regime de emissões do país. A alteração obrigou a produção de veículos menos poluentes, mas mais caros a partir deste ano.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário