quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

TRT/CE busca conciliação entre Santa Casa de Misericórdia e trabalhadores



O Tribunal Regional do Trabalho do Ceará realizou, na segunda-feira (16/12), tentativa de conciliação entre a Irmandade Beneficente da Santa Casa de Misericórdia e Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado do Ceará (Sindisaude). A entidade beneficente foi condenada a pagar uma dívida trabalhista de aproximadamente R$ 32 milhões a um grupo de funcionários.
Durante a tentativa de conciliação, realizada pela desembargadora Maria José Girão, o advogado da Santa Casa, Eduardo César Sousa Aragão, fez três propostas para garantir o pagamento da dívida e evitar a venda em leilão do prédio da Santa Casa, penhorado pela Justiça do Trabalho.
A primeira proposta feita pela Santa Casa foi desmembramento do hospital mental de Parangaba, mantendo a penhora sobre o restante do imóvel. Na segunda, a Santa Casa se dispõe a fazer uma avaliação das contas da instituição e apresentar um cronograma de pagamento parcelado. Na terceira, a entidade beneficente propõe a possibilidade de fazer acordos individuais com os credores.
O advogado do Sindisaude, João Vianey Martins, irá analisar as propostas feitas pela Santa Casa de Misericórdia para uma nova tentativa de acordo.
O conflito trabalhista entre a Santa Casa de Misericórdia e o grupo de funcionários já se estende por 20 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário