quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Rodas de Mestres são destaque nesta quinta-feira, no VIII Encontro Mestres do Mundo

 

O VIII Encontro Mestres do Mundo, promovido pela Secretaria de Cultura do Governo do Estado, em parceria com a Secretaria de Cultura do Município do Crato, continua nesta quinta-feira, 19/12, com destaque para o início da programação das Rodas dos Mestres. A partir das 9h da manhã, no Centro de Expansão do Crato, os mestres da cultura tradicional popular se reúnem em rodas, de acordo com diferentes modalidades: corpo, mãos, sons, oralidade, sagrado e sabores.

Com o tema “Chão Sagrado do Belo Amor”, o VIII Encontro Mestres do Mundo  reúne os Tesouros Vivos da Cultura, reconhecidos pelo Governo do Estado do Ceará, além de  convidados da região do Cariri e de outros estados. Nesta quinta-feira, a programação continua às 14h, também no Centro de Expansão, com o segundo dia do seminário - a interface de debates do evento. O tema nesta quinta-feira é "As tradições como fonte geradora de renda". Os debatedores são os mestres Simone Castro, mestre Dina, vaqueira de Canindé, e mestre Sebastião Chicute, da cidade de Capistrano. A mediação é de Cláudia Rejane.

Já a programação no Largo da RFFSA, no Centro do Crato, tem início às 18h, com o lançamento dos cordéis "Espedito Seleiro - Tesouro da Cultura do Ceará", de Otávio Menezes, especialista em patrimônio cultural material e imaterial, e "Em Defesa do Forró", do jornalista Paulo Ernesto.

Às 19h30, também no Largo da RFFS, se apresentam o Reisado de Caretas, de Potengi; o Grupo de Cultura Popular do Ceará; o Coco de Trairi, de Mestre Moisés, e, como convidado, Nelson da Rabeca, de Alagoas. Já no palco montado na Praça da Sé, também a partir das 18h, se apresentam  Bacamarteiros da Paz  (Juazeiro do Norte/ Barbalha), Maneiro Pau do Mestre Bigode  (Juazeiro do Norte), Maneiro Pau do Mestre Cirilo (Juazeiro do Norte), Reisado do Mestre Antônio Carreiro (Juazeiro do Norte), Reisado do Mestre Tico Barbosa (Juazeiro do Norte) e a Banda Cabaçal Padre Cícero, também de Juazeiro.

Encontro no Chão Sagrado

“Chão Sagrado do Belo Amor”, tema do VIII Encontro Mestres do Mundo, é uma referência ao território como conceito integrador de lugares e afetos. Uma citação bem pertinente ao Crato e ao Cariri como um todo, espaço de revoluções e lendas, berço de grandes nomes da história brasileira e de grandes ideias. Tudo tendo como pano de fundo a Floresta Nacional do Araripe e a história de Nossa Senhora do Belo Amor.

“No Crato, o ancestral e o contemporâneo se entrelaçam, o que torna o ambiente propício para o entendimento da importância do conhecimento tradicional como estrutura fundante de uma nova sociabilidade”, destaca o coordenador do VIII Encontro Mestres do Mundo, o ator, produtor e pesquisador Fernando Piancó, integrante da equipe da Secult.

“São três dias de intensa troca de saberes e fazeres e de diferentes visões e representações do mundo. A identidade e a diversidade cultural serão celebradas e exaltadas. Um território de encontros e acolhimento. O Chão Sagrado do Belo Amor!”, ressalta Glícia Gadelha, coordenadora de Ação Cultural da Secult e também integrante da equipe organizadora.

Já a secretária de Cultura do Crato, Dane de Jade, destaca a satisfação do Cariri em tornar a sediar o Encontro Mestres do Mundo. “Pela segunda vez o Encontro Mestres do Mundo acontece no Cariri, o que é importante, pela dimensão desse encontro, que já é esperado todos os anos pelos mestres. O Crato abraça o encontro com muita alegria. A região do Cariri tem o maior número de manifestações da tradição popular, tem a vocação para as tradições orais, tem as bandas cabaçais, os reisados, lapinhas, coco, maneiro-pau, entre várias manifestações”, enumera.

“É um privilégio, pra gente, trabalhar com os grupos de tradição, pra que a gente possa cada vez mais instituir ações de política cultural para esse fortalecimento. Como a Lei Municipal dos Mestres da Cultura, que estamos trabalhando para tornar realidade, e como as escolas livres de repasse da tradição popular, que vamos implantar, os Terreiros Vivos dos Mestres”, acrescenta Dane de Jade, citando que o primeiro deles será o Centro de Formação e Apoio do Reisado e da Tradição Popular, com destaque para Mestre Aldenir.

Novos mestres

Selecionados em 2013, foram diplomados na solenidade de abertura do VIII Encontro Mestres do Mundo os novos Mestres da Cultura, reconhecidos pelo Governo do Estado. São eles: José de Abreu Brasil (Palhaço Pimenta), mestre da arte circense, morador de Fortaleza; Josefa Pereira de Araújo, rendeira, moradora de Potengi. Também foram diplomados em reconhecimento o reisado Nossa Senhora de Fátima (responsável: Maria de Fátima Monteiro Cosmo), de Juazeiro do Norte, e a Comunidade da Prainha do Canto Verde (representante: José Alberto de Lima Ribeiro), de Beberibe-CE. O reisado Boi Coração (responsável: Luciano Correia dos Santos), da cidade de Ocara, também foi selecionado e receberá a homenagem ao longo do Encontro Mestres do Mundo.

Esses novos mestres e grupos reconhecidos se unem ao conjunto dos 58 Mestres da Cultura/Tesouros Vivos contemplados pelo Governo do Estado. Todos foram convidados a participar do VIII Encontro Mestres do Mundo, reeditando a grande festa de cores e saberes, tradições e reinvenções, desta vez tendo por cenário a múltipla e intensa região do Cariri.

PRESS-RELEASE - SECULT - VIII Encontro Mestres do Mundo

Governo do Estado do Ceará

- See more at: http://blogdocrato.blogspot.com.br/#sthash.IH5rOFza.dpuf

Nenhum comentário:

Postar um comentário