domingo, 1 de dezembro de 2013

JOSÉ DE FÁTIMA, BRAVA GENTE BRASILEIRA

 

clip_image002

José de Fátima Silva

Cruz. O cidadão José de Fátima Silva nasceu aos 25 de dezembro de 1953, dia em que a Igreja Católica comemora o nascimento do Menino Jesus. É natural da cidade de Marco, Noroeste do Estado do Ceará, região situada entre as Zonas da Praia e do Sertão. Casado, professor, formado em História pela Universidade Estadual Vale do Acaraú em 2010. Quando ainda era criança mudou-se para o povoado de Almofala, então Município de Acaraú, no Litoral Oeste do Ceará. Teve uma vida de peregrino fixando residência em vários estados e cidades brasileiras. Morou em Sobral-CE, passou pelos Estados de Goiás e Amazonas, Distrito de Juritianha em Acaraú-CE e, finalmente, Itarema, Rua 5 de Fevereiro, 279, onde permanece com sua família rodeado de uma infinidade de parentes e amigos, cujo número cresce a cada dia.

clip_image004

Reginaldo Silveira e Dr. Lima

Foi professor e Diretor da Escola Hugo Martins dos Santos em Itarema, por dez anos, onde reafirmou seu compromisso com a educação da juventude itaremense.

Homem corajoso e determinado, preocupado com a cultura e a história da região, com o objetivo de preservar a memória, os costumes e as tradições dos povos primitivos, que fizeram história ou contribuíram para o desenvolvimento sócio cultural e religioso de seus habitantes, criou o Museu e a Biblioteca Pe. Aristides Andrade Sales. Fez a doação de 5.500 peças em diversos acervos para o Município de Itarema, idealizou o Centro Cultural e o Museu Vicente de Paula Rios, onde é Diretor, que funcionam em um prédio construído pela Prefeitura na gestão do Prefeito José Stênio Rios.

É membro do Sistema Estadual de Museus do Ceará - SEM - desde 2005. Em 2008, foi agraciado com o título de Cidadão Itaremense outorgado pela Câmara Municipal. Em 2009, foi homenageado como Personalidade de Maior Destaque, Guardião, Preservador do Patrimônio Histórico e Cultural do Município de Itarema. Em 2009, fundou a Biblioteca Itinerante com 750 leitores cadastrados.

clip_image006

José de Fátima e Dr. Lima

Em 2011, foi homenageado com o Troféu Nicodemos Araújo por ocasião do 1º Encontro de Poetas e Escritores do Vale Baixo Acaraú.

Em 2011, contribuiu com a produção do livro Costa Negra da escritora Edgony Bezerra cujo conteúdo encontra-se nas páginas de 38 a 59.

Como poeta cordelista, escreveu mais de 300 trabalhos sendo que, alguns já foram publicados. Já realizou várias exposições itinerantes e agora prepara-se para, dia 30 de dezembro, fazer uma exposição sobre a história dos Correios e dos 50 anos da Agência Postal de Itarema que foi inaugurada em 1963.

clip_image008

Dr. Lima, José de Fátima e Reginaldo Silveira

Este preâmbulo teve como objetivo descrever, de forma simplificada, a vida, o talento e as realizações do Professor José de Fátima Silva, um cearense apaixonado por cultura popular e pelo Ceará.

Tudo começou quando recebi um convite do radialista Reginaldo Silveira para ir até Itarema conhecer e conversar com este cidadão que muito tem feito em prol da cultura de Itarema. Visita combinada, nos encontramos nos estúdios da Rádio FM Comunitária 6 de Abril onde apresentamos programas semanais. Registramos o nosso encontro e partimos para fazer acontecer este momento que consideramos histórico para a nossa cultura. Não demorou muito e lá estávamos em Itarema: eu e Reginaldo. Em uma casa modesta, lá encontramos um senhor de estatura média, cabelos brancos com tinta natural, sorriso franco, recepção amiga. Após as apresentações pessoais passamos a conversar. Assunto foi o que não faltou. Descrevemos um pouco de nossos currículos e constatamos muitas semelhanças entre si. Entramos para a escola já adultos, tivemos origem na roça, moramos em vários estados, casados, cursos superiores, professores, diretores de escolas, radialistas, escritores, apreciadores da cultura popular e admiradores de Luiz Gonzaga, Trio Mossoró, filatelistas, Católicos e indignados com o desprezo que as autoridades dão a nossa cultura e aos seus defensores.

Em seguida, fomos conhecer o Museu e a Biblioteca Pe. Aristides Andrade Sales. São milhares de livros a disposição dos leitores. Uma discoteca com mais de 3.300 discos, principalmente, de forró. Verdadeiras relíquias. Fotos, peças sacras, objetos, medalhas históricas de artistas e personalidades de destaque em nossa cultura popular e religiosa. Tudo era apresentado e descritos com esmero e pequenos detalhes. O museu e a biblioteca ocupam a maior parte dos cômodos da casa.

clip_image010

Visita à Biblioteca

Após conhecermos a sua família e nos recepcionar com uma farta merenda, passamos ao registro oficial do encontro: Uma entrevista para a Rádio FM 6 de Abril, Programa a Comunidade e o Cidadão. Foram 59 minutos de muita cultura que transmitimos para os nossos ouvintes. Falamos sobre seu trabalho com educação, os locais por onde residiu, as pesquisas sobre a história de Itarema e a Igreja de Almofala, que foi construída com a mão de obra indígena e soterrada pelas dunas, mas, recuperada 50 anos depois. Conversamos sobre a criação de museus e bibliotecas, a produção literária e as exposições realizadas e programadas. José de Fátima declara-se ser um homem feliz pelo que conseguiu realizar, pela família que tem e pelos muitos amigos que fez ao longo de sua vida. Diz está preocupado com a preservação da biblioteca e do museu, mas, está confiante em seus três netos que estão sendo preparados para dá continuidade ao seu trabalho preservando um patrimônio que foi construído com muito trabalho e sacrifício ao longo de toda sua vida. Lamenta o pouco apoio e interesse do poder público e das autoridades locais pela preservação da cultura de um povo que a construiu durantes séculos com muita luta e determinação.

clip_image012

Coleção de bebidas

Nos despedimos e fomos embora. Saímos pensando na mente, que mesmo sendo muito difícil, mas, ainda encontramos pessoas como o Senhor José de Fátima que dedicou toda a sua vida em prol da preservação de uma cultura que foi construída naturalmente pelos seus habitantes e que somente através do trabalho árduo deste cidadão simples e humilde ainda pode ser resgatada e transferida para a posteridade.

clip_image014

Discoteca de Luiz Gonzaga

Se você é um cidadão que gosta de cultura, não deixe de visitar a discoteca, a biblioteca e o museu do seu José de Fátima, pois, como disse o ilustre mossoroense Vingt-um Rosado, após assistir a uma palestra do folclorista potiguar Câmara Cascudo, “vai sair envenenado”.

Dr. Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário