sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Corporativismo – Vereadores “salvam” mandato de Antônio de Lunga


Eliomar de Lima


“O presidente afastado da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, a 493,4 km de Fortaleza, Antônio Alves de Almeida (PSC), o Antônio de Lunga, foi absolvido nesta quinta-feira, 5, durante sessão extraordinária na Câmara, onde os vereadores votaram pela cassação ou permanência do mandato do vereador.

Antônio de Lunga é apontado pelo Ministério Público do Estado (MP-CE) e pela Polícia Civil como autor de superfaturamento na compra de produtos de limpeza que seria utilizada na Casa. O episódio ficou conhecido como “Escândalo das Vassouras”.

Dos 21 vereadores, 13 pediram pela cassação de Antônio de Lunga, sete votaram contra e houve uma abstenção. O vereador só poderia ser cassado com 2/3 dos votos. Antônio de Lunga e o tesoureiro da Câmara, vereador Ronaldo Gomes de Lira (PMDB), conhecido como Ronnas Motos, estavam impedidos de exercer as funções parlamentares desde o início de setembro. Após a denúncia, do vereador Danty Benedito (PMN), Antônio de Lunga negou ilegalidade na compra.”

(O POVO Online)

Nenhum comentário:

Postar um comentário