sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Em Congresso do PT, Dilma compara Lula a Nelson Mandela

 

 
Criado: Quinta, 12 Dezembro 2013 22:34
Escrito por Daniel Pearl Bezerra

 

 

 

 

Durante seu discurso na abertura do 5º Congresso do PT, nesta quinta-feira (12), a presidente Dilma Rousseff comparou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao estadista sul-africano, Nelson Mandela.

A presidente fez um resumo da trajetória de Lula, listando como feitos o fato de ter fundado um partido de esquerda durante a ditadura militar e ser o primeiro operário a se eleger presidente no País.
Para Dilma, tanto Lula como Mandela mudaram a realidade de seus países.
— Como um negro em um país dominado pelos brancos consegue derrubar o apartheid? [Da mesma forma foi] Eleger Lula, um ex-retirante, presidente em um País acostumado ao domínio de uma pequena elite. Mas Lula, movido pela mesma determinação de Mandela, conseguiu. Isso existe em comum entre lideres como Mandela e qualquer líder que transforma seu país.
Na avaliação da presidente, “Lula conseguiu realizar o governo mais exitoso da história do Brasil”. Ela lembrou que, além de conseguir se eleger mesmo sendo um operário, também conseguiu eleger a primeira presidente mulher no País.
— Eleger uma mulher presidente da República? Mas uma mulher pode ser presidente da República? Cinquenta e oito milhões de brasileiros responderam: pode. Essa resposta nós do PT construímos.
Balanço
Dilma aproveitou o discurso para fazer um balanço de seu governo até agora, relembrando os índices baixos de desemprego, as moradias entregues por meio do programa “Minha Casa, Minha Vida” e o trabalho feito para retirar a população da miséria.
A presidente também fez questão de destacar a atitude do governo durante as manifestações que tomaram conta das ruas do País em junho, afirmando que ouviu os movimentos sociais e as reivindicações do povo.
Segundo a presidente, nunca um governo adotou esse tipo de postura. Ela explicou sua atitude por meio das origens políticas.
— Nós somos PT, nós temos lado, nós temos posição, nós temos um sentido na vida.
Dilma também rebateu as críticas contra o programa “Mais Médicos” e o leilão do campo de Libra, para exploração do petróleo do pré-sal.
Segundo Dilma, está errado quem fala que o petróleo foi privatizado e lembrou que os royalties serão revertidos para educação.
— Esse é um dos maiores legados que o nosso governo vai deixar às futuras gerações.
Depois de quase uma hora de discurso, Dilma encerrou lembrando amigos e colegas do PT e de partidos aliados que morreram na luta política. A presidente citou Paulo Freire, Leonel Brizola, e recentes perdas, como o ex-vice-presidente José Alencar, Luiz Gushiken e Marcelo Déda. Fonte: R7.

Nenhum comentário:

Postar um comentário