terça-feira, 15 de dezembro de 2009

PMDB exige retratação pública de Lula

As explicações dos petistas para a ideia defendida pelo presidente Lula de uma lista tríplice para a escolha do vice na chapa presidencial encabeçada pela ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) não convenceram integrantes da cúpula do PMDB. Eles pedem uma retratação pública de Lula.

Para colocar um ponto final nesse ruído entre os dois partidos peemedebistas também querem que o próprio Lula dê suas explicações diretamente ao presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), um dos nomes mais cotado para a dobradinha com Dilma em 2010.

Até agora, isso só aconteceu por meio de emissários. "O mal-estar ainda está instalado. O presidente Lula não pode falar em público e desmentir no privado", disse o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

"Falta uma palavra do presidente Lula ao Temer. A Dilma é a Dilma, o Berzoini é o Berzoini, mas o Lula é o Lula", disse o líder do partido na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (RN).

O presidente sugeriu a lista tríplice na quinta-feira passada, numa entrevista em São Luís: "O correto é o PMDB discutir dentro do PMDB e indicar três nomes para a ministra Dilma, para que ela possa escolher. Porque isso é que nem casamento (...) Quem vai casar com o vice é a candidata, e você não pode empurrar para ela alguém que não tenha nenhuma afinidade com ela, porque aí será a discórdia total, não é?". No final de semana, diante da repercussão negativa, a própria Dilma e os ministros Franklin Martins (Comunicação Social) e Alexandre Padilha (Relações Institucionais) ligaram para integrantes da cúpula do PMDB para justificar as declarações do presidente. Sem sucesso. (DN).

Nenhum comentário:

Postar um comentário