quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Lula prepara mudanças nos ministérios

Com o diagnóstico de que a melhor campanha a embalar a candidatura da ministra Dilma Rousseff ao Planalto é a boa performance do governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fará mudanças sem traumas na Esplanada. A ideia é evitar a desaceleração de programas governamentais provocadas por ministros caídos de paraquedas no Governo.

Assim, o último ano de mandato será marcado pela ascensão do segundo escalão da Esplanada. O chefe de gabinete do Planalto, Gilberto Carvalho, confirma que os secretários-executivos da Justiça, Luiz Paulo Barreto, da Casa Civil, Erenice Guerra, dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, e de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, assumem o comando das pastas na reta final do governo, com a saída dos titulares que vão disputar as eleições.

Gilberto Carvalho relatou que Lula disse à equipe haver regras para a substituição dos ministros que disputam as eleições, com os secretários-executivos atuais assumindo as pastas. "O presidente não quer de forma alguma que substituídos usem o ministério para campanha", avisou o assessor. "Ele (Lula) deixou claro: ´o novo responsável pelo ministério terá de prestar contas a mim e não para os antigos ministros´. É esta a linha do presidente", relatou.

Sobre o futuro político do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, que anteontem conversou sobre seus planos para 2010 com Lula, Carvalho diz torcer por uma candidatura ao governo de Goiás. "Henrique Meirelles é um excelente candidato a governador, esta é a minha opinião", afirma. (DN).

Nenhum comentário:

Postar um comentário