terça-feira, 15 de abril de 2008

Em Sobral, homens trabalham para conter erosão do açude Boqueirão














A Folha, por Wilson Gomes

Cerca de 50 homens continuam se reversando diuturnamente para conter a erosão provocada pela sangria do açude Boqueirão em Sobral. Na manhã de hoje o fluxo de caminhões na estrada que dá acesso a localidade era intenso. A prefeitura através da secretaria de infra-estrutura tem acompanhado o trabalho de recuperação da barragem. Um caminhão com transporte de grade protetora conhecida colchão reno, descarregou a margem do açude. O çude boquerão foi construída pela prefeitura de Sobral e tem capacidade para acumular 6 milhões de m3 de água.

Nenhum comentário:

Postar um comentário