quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Polícia fecha pousada em Ipu que funcionava como prostíbulo

 


Uma denúncia anônima levou a polícia da cidade de Ipu, até uma pousada onde supostamente estaria funcionando como ponto de encontro de casais com a participação de menores de idade. A denúncia que chegou ao conhecimento dos Agentes do Pró-Cidadania, dava conta de que o local era visitando diariamente por homens que procuravam as mulheres para relacionamento sexual.
"Nós vinhamos trabalhando no caso há mais de 15 dias. E na noite de terça-feira, 30, com ajuda de integrantes do Conselho Tutelar flagramos duas mulheres no interior da pousada e uma delas, menor de idade, estava a mesa bebendo com um rapaz", disse o comandante do Pró-Cidadania Jean Vidal.
A pousada denominada de Medalha Milagrosa, funciona no Centro da cidade e fica a poucos metros da delegacia de polícia. Segundo a zeladora do recinto, as hóspedes são mesmo garotas de programas, mas que não realizaram seus encontros no local. "Elas vinham apenas dormir. Nada era feito aqui na Pousada", se defendeu Luzia Malaquias.
Segundo o delegado Civil, Miguel Sales, as garotas residem na cidade de Crateús, e vieram se hospedar na pousada a convite de um dos proprietário, Egídio Fernandes Alves, conhecido por "Baixinho", que viajou até Crateús, para embarcar as duas mulheres. "Vamos encaminhar o inquérito a Justiça para seja adotada as providências de acordo com a lei", disse o delegado.
A proprietária da pousada identificada por Ieda Maria Martins, foi orientada pelos advogados a não falar com imprensa.
Uma das garotas, maior de 18 anos, prestou depoimento e foi liberada. A outra garota menor de 18 anos, está sob a tutela do Conselho Tutelar.

Postado por WILSON GOMES

Polícia fecha pousada em Ipu que funcionava como prostíbulo


Uma denúncia anônima levou a polícia da cidade de Ipu, até uma pousada onde supostamente estaria funcionando como ponto de encontro de casais com a participação de menores de idade. A denúncia que chegou ao conhecimento dos Agentes do Pró-Cidadania, dava conta de que o local era visitando diariamente por homens que procuravam as mulheres para relacionamento sexual.
"Nós vinhamos trabalhando no caso há mais de 15 dias. E na noite de terça-feira, 30, com ajuda de integrantes do Conselho Tutelar flagramos duas mulheres no interior da pousada e uma delas, menor de idade, estava a mesa bebendo com um rapaz", disse o comandante do Pró-Cidadania Jean Vidal.
A pousada denominada de Medalha Milagrosa, funciona no Centro da cidade e fica a poucos metros da delegacia de polícia. Segundo a zeladora do recinto, as hóspedes são mesmo garotas de programas, mas que não realizaram seus encontros no local. "Elas vinham apenas dormir. Nada era feito aqui na Pousada", se defendeu Luzia Malaquias.
Segundo o delegado Civil, Miguel Sales, as garotas residem na cidade de Crateús, e vieram se hospedar na pousada a convite de um dos proprietário, Egídio Fernandes Alves, conhecido por "Baixinho", que viajou até Crateús, para embarcar as duas mulheres. "Vamos encaminhar o inquérito a Justiça para seja adotada as providências de acordo com a lei", disse o delegado.
A proprietária da pousada identificada por Ieda Maria Martins, foi orientada pelos advogados a não falar com imprensa.
Uma das garotas, maior de 18 anos, prestou depoimento e foi liberada. A outra garota menor de 18 anos, está sob a tutela do Conselho Tutelar.

Postado por WILSON GOMES

Nenhum comentário:

Postar um comentário