segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Brasil terá segunda maior rede de previsão de tempestades do mundo

O Inpe inaugura uma nova rede de sensores para detecção de tempestades. Quando estiver totalmente implantada, será a segunda maior do mundo

 

Mapa mostra posição dos sensores de tempestade do Inpe/Elat

Inpe inaugura nova rede que informa a incidência de raios e identifica tempestades severas

São Paulo -- O Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em parceria com a Eletrobrás Furnas e outras instituições, lançou uma nova rede que trará, pela primeira vez, informações da incidência de raios de todo território nacional e poderá identificar e prever tempestades severas, responsáveis por catástrofes climáticas.

Leia Mais

Denominada BrasilDAT, além das descargas elétricas nuvem-solo, a rede detectará as descargas nuvem-nuvem. De acordo com o Inpe, essa nova informação permitirá identificar tempestades severas associadas a vendavais, enchentes, granizo, grande incidência de raios e tornados, visto que as descargas nuvem-nuvem estão intimamente associadas a esses fenômenos.

A rede será operada pelo Elat e contará com 75 novos sensores, dos quais 20 já estão instalados no Sudeste do Brasil. A rede também utilizará informações dos 33 sensores já existentes, o que a coloca como a segunda maior do mundo, atrás apenas da norte-americana.

Está previsto que as regiões Sul, Centro-Oeste e Nordeste estejam completamente cobertas até julho de 2012, enquanto a região Norte até o fim de 2012. Segundo o Inpe, a nova rede coloca o Brasil no grupo dos poucos países do mundo que possuem informações altamente precisas da ocorrência de raios, sendo o único da região tropical.

Nenhum comentário:

Postar um comentário