quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Executiva Estadual do PT lança moção em defesa de Camilo Santana e Cartaxo

 

Por: Márcio Dornelles

A Comissão Executiva Estadual do PT Ceará lançou, no início da tarde desta quarta-feira (24), uma moção em defesa do ex-secretário de Cidades de Cid Gomes, Joaquim Cartaxo, e do atual gestor, Camilo Santana. Os membros da Executiva aprovaram o documento, declarando solidariedade aos petistas.

No texto, são consideradas "maldosas" as acusações relacionadas a convênios supostamente fraudulentos assinados pela Secretaria das Cidades com associações comunitárias. "Os companheiros, na condição de secretários da pasta das Cidades do Governo do Estado, em nenhum momento compactuaram com qualquer irregularidade e tomaram todas as medidas necessárias no sentido de garantir a lisura e a correta aplicação dos recursos públicos", diz o documento.

Segundo a Comissão Executiva, Cartaxo não autorizou nenhum convênio, apenas assinou termo aditivo de prazo, com parecer técnico. O partido afirma que o atual secretário, Camilo Santana, ao tomar conhecimento de possíveis fraudes, instaurou Tomada de Contas Especial e determinou sindicância interna para apurar os fatos e identificar responsáveis.

Veja a nota completa:

Moção de apoio aos companheiros petistas Camilo Santana, secretário das Cidades e Joaquim Cartaxo, ex-secretário das Cidades

A Comissão Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores no Ceará vem prestar apoio e solidariedade aos companheiros Camilo Santana e Joaquim Cartaxo em função das maldosas acusações relacionadas a convênios assinados pela Secretaria das Cidades com associações comunitárias para construção de kits sanitários.

Os companheiros, na condição de secretários da pasta das Cidades do Governo do Estado, em nenhum momento compactuaram com qualquer irregularidade e tomaram todas as medidas necessárias no sentido de garantir a lisura e a correta aplicação dos recursos públicos.

No que diz respeito ao ex-secretário Joaquim Cartaxo, nenhum recurso foi liberado com sua autorização e nenhum dos convênios em questionamento foi assinado pelo mesmo, tendo sua participação se restringido a assinar um termo aditivo de prazo, respaldado por pareceres dos setores técnicos da Secretaria das Cidades.

No que se refere ao atual secretário Camilo Santana, ao assumir a Secretaria das Cidades e tomar conhecimento de possíveis irregularidades, por ocasião da necessidade de assinatura de um termo aditivo de prazo, imediatamente tomou as providências legais contra as associações inadimplentes, instaurando Tomada de Contas Especial, antes mesmo das denúncias surgirem na imprensa e posteriormente, determinou sindicância interna para apurar os fatos e identificar os responsáveis, procedimento ainda em andamento.

Diante do exposto, atestamos a seriedade e a idoneidade dos companheiros e repudiamos qualquer ilação tentando vinculá-los às irregularidades denunciadas na imprensa.

Fortaleza, 23 de agosto de 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário