quarta-feira, 11 de maio de 2011

Farsa: Casa Branca Alega que Vídeo de 4 Anos Atrás de Bin Laden é Nova Filmagem

Em um esforço desesperado para sustentar a narrativa oficial que se encontra totalmente em ruínas, a Casa Branca ontem divulgou um conjunto de duvidosos "filmes caseiros" de Bin Laden, supostamente apreendidos em seu complexo durante o ataque na noite de domingo, os quais  mostrariam Bin Laden em 2010, mas as fitas são quase idênticas aos filmes divulgados há quase quatro anos por um notório grupo de fachada do Pentágono, que atua como um conduíte para a inteligência dos EUA publicar regularmente vídeos falsos da Al-Qaeda.
Antes mesmo de olhar para as novas fitas, vamos lembrar que o
Washington Post informou no ano passado sobre como a CIA estaria utilizando "empregados de pele mais escura" para criar falsos filmes de Bin Laden. O fato da CIA ter criado fitas falsas de Bin Laden é um fato admitido e não uma teoria da conspiração. Leia mais abaixo.
"Extraordinários vídeos caseiros feitos no esconderijo de Osama bin Laden mostram o líder terrorista assistindo a cobertura de notícias de si mesmo na televisão", relata o jornal Daily Mail.
"Os vídeos foram apreendidos por Navy SEALs depois de Bin Laden ter sido morto. Eles foram mostrados a jornalistas esta tarde por funcionários da inteligência."
Um dos vídeos mostraria
Bin Laden assistindo notícias na TV sobre si mesmo. A filme é feito praticamente por detrás de sua cabeça e só mostra apenas uma pequena parte de seu rosto. A TV mostra imagens de Bin Laden, assim como fotos e imagens de Barack Obama. Curiosamente, o único momento em que a câmera foca a TV para que você possa ver claramente a imagem é quando ela mostra Bin Laden, Obama, ou de ambos em uma foto em conjunto.
Ao contrário das supostas
filmagens de Bin Laden sendo exibidas nos canais de televisão, onde sua barba é grisalha, em outras fitas que a Casa Branca alega terem sido gravadas entre Outubro e Novembro de 2010, Bin Laden aparece com a barba tingida de preto. O homem assistindo TV parece ser muito mais velho do que o Bin Laden visto nestas outras fitas. O jornal Estadão reportou que de acordo com as autoridades americanas, "esta mudança na cor da barba sugere que Bin Laden era alguém que "tinha muito zelo" com a própria imagem".

A rede MSNBC divulgou o vídeo sob o título "Novo vídeo mostra Bin Laden Em Túnica Dourada". No entanto, estas fitas são quase idênticas às primeiras imagens divulgadas pelo SITE, uma organização de fachada do Pentágono, em setembro de 2007. Nesse filme, Bin Laden também aparece com a barba tingida e está usando exatamente a mesma roupa. A única coisa que difere é a cor do fundo, mas em outras fitas o fundo é da mesma cor marrom da fita de 2007. Como a análise do especialista de computador Neal Krawetz revelou, fundos falsos são frequentemente usados em supostos vídeos da "Al Qaeda", onde uma tela azul é usada para sobrepor a figura do orador sobre um pano de fundo pré-selecionado.

As filmagens nessas fitas supostamente mostrariam Osama Bin Laden fazendo gravações no final de 2010, e ainda assim ele aparece idêntico à forma como ele apareceu nas fitas divulgadas em 2007.
A mídia corporativa esqueceu completamente de mencionar o fato de que grande parte das filmagens que a Casa Branca alega terem sido feitas em 2010 é quase idêntica aos filmes anteriores, divulgados em 2007 pelo
grupo de fachada do Pentágono SITE. Por que Bin Laden faz um vídeo em outubro de 2010 e não os publica? A menos que estes sejam meramente bastidores do filme já divulgado quatro anos atrás.
Não seria a primeira vez que  fitas de
Bin Laden são tidas como material novo, quando na verdade elas tem anos de idade. Em julho de 2007, a grande mídia anunciava o aparecimento de uma fita de Bin Laden fazendo um discurso como sendo imagens novas. Na verdade, os filmes tinham quase seis anos de idade, tendo sido filmados em outubro de 2001 e, posteriormente liberados pela IntelCenter, organização ligada ao grupo SITE, em outubro de 2003. Na época foram feitas comparação de imagens provando que as filmagens chamada de "nova" em 2007 foi na verdade gravada em 2001 e divulgadas pela primeira vez pela agência de notícias islâmica Al-Ansaar em 2002.

Imagens mostradas em 2007 como nova, e na direita a antiga

Como já foi documentado no site PrisonPlanet de Alex Jones, a organização que liberou a fita original de 2007 que é praticamente idêntica aos vídeos divulgados hoje pela Casa Branca hoje nada mais é que um canal de propaganda do Pentágono gerenciada pela filha de um ex-espião israelense.
O
SITE é praticamente uma empreiteira para o governo dos EUA, recebendo cerca de 500 mil dólares por ano do Tio Sam, e já foi pega liberando fitas falsas da Al-Qaeda em várias ocasiões. As páginas do SITE estão hospedadas em servidores localizados em Washington DC, que estão localizados entre o Departamento de Segurança Interna e a Embaixada de Israel.
Como na fita de 2007, o logotipo da As-Sahab aparece nas "nova" fitas divulgada pela Casa Branca. Uma
investigação de Neal Krawetz em 2007 foi destaque na revista Wired descobrindo que o logo da As-Sahab foi adicionado da mesma forma que o logotipo do IntelCenter, outra frente do complexo militar-industrial, o que significa as chamadas fitas da "Al-Qaeda" vieram, de fato, diretamente dos mesmos círculos de inteligência dos EUA. Embora Krawetz afirmava que seria este o caso em uma entrevista gravada, apenas depois que a história começou a receber atenção que misteriosamente ele começou a negar a alegação, apesar de Kim Zetter da Wired receber a aprovação da Krawetz de que todas as informações contidas no relatório original eram válidas.
Estas "novas" fitas, que são na verdade idênticas àquelas divulgadas em 2007, farão pouco para firmar a  frágil narrativa de
Bin Laden da Casa Branca, que tem estado sob suspeita depois que foi relatado que o corpo de Osama foi apressadamente atirado ao mar e que Obama teria se recusado a liberar uma imagem de Bin Laden morto.
A narrativa do ataque de domingo passado deu meia-voltas constantemente e até mesmo jornalistas da mídia corporativa estão começando a ficar preocupados, principalmente depois que verificou-se que Obama e Hillary não poderiam terem visto o ataque se desdobrando ao vivo, como teria sido informado, pois a transmissão ao vivo foi cortada antes dos SEALS da Marinha entrarem no complexo, o que significa que a foto abaixo na "
Sala da Situação" (sala com avançados aparelhos de comunicação onde o presidente se reúne com seu conselho e segurança e administra crises), que supostamente mostram Obama, Hillary e o restante da equipe assistindo o assassinato de Bin Laden ao vivo, foi na verdade, completamente encenada.

Use o botão "share this" mais abaixo para ajudar a divulgar estas verdades ignoradas pela mídia brasileira. Envie por email, twite, dê um "curti" ou compartilhe no facebook, ponha no seu orkut, mas ajude a abrir os olhos de nossa gente brasileira. Se preferir, venha discutir conosco em nosso fórum de discussões.
Abaixo você pode ver o clip completo que supostamente mostraria Bin Laden assistindo TV:
Fontes:
Activist Post: Hoax: White House Claims 4-Year-Old Bin Laden Video Is New Footage
Washington Post: CIA unit's wacky idea: Depict Saddam as gay
Daily Mail: He's coming to get you: The day Osama Bin Laden sat glued watching TV of Barack Obama, the man who had him killed
Wired: Researcher’s Analysis of al Qaeda Images Reveals Surprises — UPDATED

Do Blog

Um novo Despertar

Nenhum comentário:

Postar um comentário