domingo, 11 de junho de 2017

PARA JANIO, PRESIDÊNCIA DE TEMER É “UM CASO DE POLÍCIA”


247 - O jornalista Janio de Freitas vê a presidência "em estado catatônico" após a decisão do TSE em livrar Michel Temer da cassação. "Com espasmos de medo pelo que algum dos seus convivas e associados diga em depoimento, e impossibilitada de responder a indagações policiais porque fazê-lo seria arruinar-se. A presidência de Temer é literalmente um caso de polícia", escreve em sua coluna deste domingo 11.
"Tudo no Brasil se agravou na cadência, dia a dia, desses três anos. Nenhuma força, política ou econômica, pôs os olhos e a voz para além dos seus interesses. Seu contato com o restante do país se fez apenas por intermédio das PMs, na repressão a segmentos de povo mobilizado por direitos seus ameaçados ou já mutilados", observa Janio.
"Esse seria o Brasil que Temer, se o TSE o derrotasse, teria apoios poderosos para manter, desde que comprasse ao Congresso as medidas desejadas pelo 'mercado'. Esse será o Brasil que Temer, favorecido pelo TSE, terá apoio para manter, se proporcionar a transformação de direitos trabalhistas e sociais em maiores ganhos empresariais. E se não for interrompido pela polícia", constata.
http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/300675/Para-Janio-presid%C3%AAncia-de-Temer-%C3%A9-%E2%80%9Cum-caso-de-pol%C3%ADcia%E2%80%9D.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário