terça-feira, 27 de junho de 2017

Lindbergh: “Quem defender Temer não se elege a mais nada”

 

Da Agência Senado

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) fez um apelo ao presidente da Casa, Eunício Oliveira, para que as votações no Senado sejam suspensas e que os senadores possam discutir a crise política. Segundo ele, não se pode dar “ares de normalidade” com o que está acontecendo no país.

Para o senador, está cada vez mais claro que o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff foi um golpe parlamentar. Lindbergh afirmou que um dos condutores desse processo está preso, outro está afastado do mandato e o atual presidente da República foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção.

De acordo com o senador, o governo estima ter o número de votos suficientes para barrar a denúncia no plenário da Câmara dos Deputados, mas Lindbergh acredita que esses votos devem mudar ao longo das semanas. Para ele, a votação deve ocorrer em agosto.

— Eu acho que eles estão falando que tem duzentos votos. Isso muda de um dia para o outro. Porque vai ser uma votação, vai ser como aquela votação do impeachment da presidenta Dilma. Eu espero que coloquem no domingo. Eu quero ver qual vai ser o deputado que vai colocar o dedo para defender o Temer. Quem for defender o Temer nunca mais se elege a nada. É isso que vai existir, uma pressão muito grande, porque ele tem uma aprovação, segundo o Datafolha, de 7%.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/303487/Lindbergh-%E2%80%9CQuem-defender-Temer-n%C3%A3o-se-elege-a-mais-nada%E2%80%9D.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário