terça-feira, 27 de junho de 2017

Inquéritos contra tucanos no STF ficarão com Gilmar

 

Nelson Jr./ASCOM/TSE

Do Consultor Jurídico
A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, determinou, nesta terça-feira (27/6), a redistribuição de cinco inquéritos abertos a partir das delações premiadas de executivos da Odebrecht.

Inicialmente, a relatoria desses inquéritos havia ficado, por prevenção, com o responsável pela “lava jato” na corte, ministro Luiz Edson Fachin. Concluiu-se, porém, que eles não tinham conexão com os fatos da operação que investiga, principalmente, fraudes na Petrobras. Por isso, não se justificava a manutenção de Fachin à frente dos casos, explicou a assessoria do STF.  

Assim, o inquérito contra o senador José Serra (PSDB-SP) e o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, ficou sob a relatoria de Gilmar Mendes; a investigação contra os senadores Eduardo Braga (PMDB-AM) e Osmar Aziz (PSDB-AM) e o inquérito contra Aécio Neves (PSDB-MG) estão com o ministro Alexandre de Moraes; e o ministro Luís Roberto Barroso herdou o caso do deputado federal Paulinho da Força (SD-SP). Com informações da Assessoria de Imprensa do STF.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/poder/303495/Inqu%C3%A9ritos-contra-tucanos-no-STF-ficar%C3%A3o-com-Gilmar.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário