quarta-feira, 22 de maio de 2013

Guimarães rebate Barbosa e afirma que PT tem programa e legado popular

 

O líder do PT na Câmara, deputado José Guimarães (CE), rebateu ontem as críticas feitas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, ao Congresso Nacional e aos partidos políticos brasileiros. Guimarães considera que a fala de Barbosa, para quem os partidos no Brasil são “de mentirinha”, não cabe ao PT. “Somos um partido programático, com 33 anos de vida e com um legado de construção da democracia brasileira e de governos, tanto do ex-presidente Lula, quanto da presidenta Dilma Rousseff”, disse o líder.

O petista também lembrou que o Partido dos Trabalhadores é produto da mobilização social e das eleições. “O PT é fruto do voto popular. O projeto que nós elegemos com Lula e com Dilma é representado pelo PT. O fato de votarmos com o governo mostra que temos identidade programática com o resultado das urnas. Ou esse governo não foi eleito democraticamente pelo povo brasileiro? Nós somos elemento fundante desse projeto transformador que o Brasil está vivendo”, afirmou o líder.

Barbosa também declarou, durante uma palestra para estudantes universitários, que o Legislativo é controlado pelo Executivo, pensamento que também foi rechaçado por Guimarães. “Não fica bem para um presidente de Poder fazer esse tipo de declaração, isso não é um bom caminho para estabelecer a harmonia entre os Poderes. A Câmara exige respeito, nós representamos a sociedade, os partidos existem”, frisou.

Por fim, o líder lembrou que o projeto que estabelece regras mais rígidas para a criação de novos partidos teve a tramitação interrompida justamente por uma decisão do Supremo. “Nós queremos a moralização do sistema partidário, por isso queríamos votar o projeto (4470/12), mas não fizemos isso porque o STF suspendeu a sua votação”, criticou Guimarães.

Da Liderança do PT na Câmara

Nenhum comentário:

Postar um comentário