terça-feira, 21 de maio de 2013

André Vargas rebate críticas de Joaquim Barbosa ao Congresso e aos partidos

 

O presidente em exercício da Câmara dos Deputados, André Vargas (PT-PR), classificou ontem como lamentáveis as declarações do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, feitas nesta segunda-feira (20) em palestra para estudantes universitários. Barbosa afirmou que os partidos políticos são de "mentirinha" e que o Congresso Nacional é "ineficiente" e "inteiramente dominado pelo Poder Executivo".

Vargas disse que o posicionamento do presidente da Suprema Corte não está “à altura do presidente de um Poder” e que Joaquim Barbosa deveria apostar na relação harmônica e colaborativa entre os três Poderes. “Muitas vezes são comentários com certo desdém pelo Legislativo”, ponderou André Vargas. Para ele, as declarações de Barbosa ferem a democracia e reforçam a convicção sobre a personalidade autoritária do presidente do STF.

“Temos que buscar serenidade para representar um Poder, ter compromisso com o processo democrático, coisa que ele (Barbosa) não tem”, desabafou André Vargas. Ele ressaltou que não se deve apostar em uma crise entre os Poderes.

Em nota, a assessoria de comunicação do STF divulgou que a fala de Barbosa foi um "exercício intelectual feito em um ambiente acadêmico" e "não houve a intenção de criticar ou emitir juízo de valor a respeito da atuação do Legislativo e de seus atuais integrantes". Vargas, porém, disse que a “atitude só reforça que ele (Barbosa) não está preparado para ser o presidente da instituição”.

André Vargas disse ainda que o Poder Legislativo é a representação democrática do povo brasileiro.  “Nós somos legitimados pelo voto, pelo exercício da cidadania”, disse.

PT na Câmara

Nenhum comentário:

Postar um comentário