sábado, 11 de maio de 2013

COMO PEDIR AJUDA EM CASO DE EMERGÊNCIA NO MAR

 

Por: Célio Cavalcante

Nós radioamadores, precisamos ter habilidade profissional de praticar um legítimo trabalho para o bem social de nossa Pátria. Temos que ao manusear nossos equipamentos de transmissão e recepção esta ciente do Código Brasileiro de Telecomunicações no que diz respeito a nossa classe amadorística. Num País de dimensões continental como o Brasil, a necessidade de sistemas de comunicação instantânea não convencional é de extrema importância. Por este motivo foi criada uma rede de radioamadores para prevenir e procurar auxiliar os órgãos oficiais de salvamento, resgate e prevenção à calamidades. Esta se chama "RENER", que é a abreviação de "Rede Nacional de Emergência de Radioamadores" formada por voluntários habilitados para o prestamento das mensagens de Emergências públicas. Aqui mostramos como em PORTUGAL SE PEDIR AJUDA EM CASO DE EMERGÊNCIA NO MAR. Em caso de emergência no mar depende do equipamento e da distância a que o barco está a partir da costa. Saiba como fazer uma chamada de socorro com o equipamento que você tem a bordo e como será respondido. Enviar um alerta de socorro através de rádio VHF, quando perto de costa. O rádio de VHF é o equipamento de comunicação mínimo que se deve ter no barco. Em caso de emergência, envie uma mensagem de voz ou Mayday Pan-Pan no canal 16 VHF (frequência 156.8MHz). Usando um rádio VHF, com chamada seletiva digital (DSC) Se você tiver DSC, enviar um alerta de socorro, ativando o botão de pânico. Site: http://salvador-nautico.blogspot.com.br/2011/04/emergencia-no-mar.html . Esperamos estar contribuindo de forma especial com nossos rádio-operadores que estão diariamente utilizando as ondas elétricas magnética para salvar vidas! Por Célio Cavalcante PT7ACZ voluntário da Rede Nacional de Emergência de Radioamadores - Rener atrelada ao Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres - CENAD - MI e da Cruz Vermelha Brasileira Filial Municipal de Lavras-MG.

COMO PEDIR AJUDA EM CASO DE EMERGÊNCIA NO MAR - Nos radioamadores precisamos ter habilidade profissional de praticar um legítimo trabalho para o bem social de nossa Pátria. Temos que ao manusear nossos equipamentos de transmissão e recepção esta ciente do Código Brasileiro de Telecomunicações no que diz respeito a nossa classe amadorística. Num País de dimensões continental como o Brasil, a necessidade de sistemas de comunicação instantânea não convencional é de extrema importância. Por este motivo foi criada uma rede de radioamadores para prevenir e procurar auxiliar os órgãos oficiais de salvamento, resgate e prevenção à calamidades. Esta se chama "RENER", que é a abreviação de "Rede Nacional de Emergência de Radioamadores" formada por voluntários habilitados para o prestamento das mensagens de Emergências públicas.  Aqui mostramos como em PORTUGAL SE PEDIR AJUDA EM CASO DE EMERGÊNCIA NO MAR. Em caso de emergência no mar depende do equipamento e da distância a que o barco está a partir da costa. Saiba como fazer uma chamada de socorro com o equipamento que você tem a bordo e como será respondido. Enviar um alerta de socorro através de rádio VHF, quando perto de costa. O rádio de VHF é o equipamento de comunicação mínimo que se deve ter no barco. Em caso de emergência, envie uma mensagem de voz ou Mayday Pan-Pan no canal 16 VHF (freqüência 156.8MHz). Usando um rádio VHF, com chamada selectiva digital (DSC) Se você tiver DSC, enviar um alerta de socorro, ativando o botão de pânico. Site:  http://salvador-nautico.blogspot.com.br/2011/04/emergencia-no-mar.html . Esperamos estar contribuindo de forma especial com nossos rádia-operadores que estão diariamente utilizando as ondas elétricas magnética para salvar vidas! Por Célio Cavalcante PT7ACZ voluntário da Rede Nacional de Emergência de Radioamadores - Rener atrelada ao Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres - CENAD - MI e da Cruz Vermelha Brasileira Filial Municipal de Lavras-MG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário