segunda-feira, 13 de maio de 2013

Crescimento do emprego e controle da inflação confirmam estabilidade da economia

 

Os números da economia brasileira divulgados na semana passada  – emprego na indústria cresceu 0,2% em março; alta do IGP-M foi de 0,03%; e inflação acumulada nos últimos 12 meses ficou no centro da meta do Banco Central em 6,49% – sinalizam que o País está vivendo o pleno emprego, com inflação controlada e com garantia do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em pelo menos 3% neste ano. A avaliação é do deputado Jorge Bittar (PT-RJ), coordenador da Bancada do PT na Comissão Mista de Orçamento.
Jorge Bittar explicou que o IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado) muito próximo de zero é muito positivo, porque esse índice é o sinalizador da evolução futura da inflação brasileira. “Os números confirmam o que a equipe econômica brasileira vem garantindo: que a inflação no País está sob  controle, embora a oposição e parte da grande mídia tenham dificuldade em reconhecer”, afirmou. Bittar destacou ainda que o IGP-M medido no mesmo período, em abril deste ano, era de 0,42%.  “O declínio registrado nesse começo de maio foi grande, confirmando o controle dos componentes desse índice”, acrescentou.
Emprego - A alta de 0,2% registrada pelo IBGE em março e divulgada na sexta-feira (10), no emprego na indústria brasileira, mostrou melhora após queda de 0,3 % em dezembro, recuo de 0,1 % em janeiro e estabilidade em fevereiro. “Isso é fruto das políticas de incentivo adotadas pelo governo Dilma para facilitar a compra de equipamentos para o setor”, avaliou Jorge Bittar.
IGP-M - O IGP-M também foi divulgado na sexta-feira, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O indicador apurou alta de 0,03%  ante elevação de 0,42 % no mesmo período de abril. O índice também mostrou desaceleração em relação ao fechamento de abril, quando houve alta de 0,15%. A primeira prévia do IGP-M calcula as variações de preços no intervalo entre os dias 21 e 30 do mês de abril.
Além de medir a evolução do nível de preços, o índice é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel.
IPCA – O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do País, por ser usado como base para as metas do governo, ficou em 0,55% em abril, conforme divulgou o IBGE. Com isso, a inflação acumulada em 12 meses foi de 6,49%. “Estamos na meta do que foi estabelecido pelo Banco Central, que é de 6,5%”, concluiu Bittar.

Fonte PT na Câmara

Nenhum comentário:

Postar um comentário