domingo, 16 de outubro de 2011

Bancários aceitam reajuste de 9% e greve pode acabar na terça-feira

 

Acordo será discutido em assembleias estaduais na segunda-feira.

Por: Luciano Augusto

Em mais uma rodada de negociações nesta sexta-feira (14), bancários e instituições financeiras conseguem chegar a acordo de reajuste salarial de 9%, e o retorno ao trabalho será decidido em assembleias no início da próxima semana.

Durante a reunião, ambos os lados cederam, mas conseguiram garantir um reajuste salarial de mais de 1% acima da inflação. Com a decisão, será o oitavo ano em que os bancários terão aumento real.

Caso seja aprovado, o aumento vale a partir de setembro. O piso para os bancários que exercem função de caixa passa para R$ 1.900, no caso de jornadas de seis horas. Para a função de escriturário, o piso passa para R$ 1.400.

O acordo prevê ainda aumento da PPR (Participação dos Lucros e Resultados) adicional de R$ 1.100 para R$ 1.400 e do teto da parcela adicional de R$ 2.400 para R$ 2.800.

"Foi um processo de negociação bastante longo, mas que finalmente levou a um acordo contruído na mesa de negociação", disse o diretor de Relações do Trabalho da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), Magnus Apostólic.

*Com informações da Folha.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário