quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Senado aprova indicação de Luiz Fux para o Supremo

A indicação do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luiz Fux para ocupar a vaga aberta com a aposentadoria do ex-ministro Eros Grau no Supremo Tribunal Federal (STF) foi aprovada no início da noite dessa quarta-feira (9) pelo Plenário do Senado. Ele recebeu 68 votos favoráveis e dois contrários. A indicação de Fux foi feita pela presidente da República, Dilma Rousseff.

O primeiro a apoiar em Plenário a ida de Luiz Fux para o STF foi o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) - relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da mensagem de Dilma com a indicação. Ele destacou que o ministro foi aplaudido entusiasticamente pelos membros da CCJ. Em seguida o senador Francisco Dornelles (PP-RJ) disse que o Rio de Janeiro sentia-se honrado com a nomeação.

O senador José Agripino (DEM-RN) disse que o acordo feito para agilizar a instalação da CCJ e realizar a sabatina do ministro nessa quarta-feira (9) "foi uma deferência ao talento de Luiz Fux, que foi peça fundamental na montagem e revisão dos Códigos de Processo Civil e Penal". Já o presidente José Sarney justificou a celeridade em virtude da necessidade de o STF ter sua composição completada para poder julgar temas importantes que estão aguardando decisão.

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) opinou que Luiz Fux demonstrou estar "mais do que gabaritado" para ocupar o cargo de ministro do STF. Na mesma linha, Vital do Rêgo Filho (PMDB-PB) declarou que os senadores ficaram encantados com a sabatina do indicado. Waldemir Moka (PMDB-MS) sugeriu aos jovens advogados em início de carreira que se espelhem em Luiz Fux como exemplo. O senador Magno Malta (PR-ES) afirmou que a história do novo ministro do STF orgulhava a todos.

Para o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), a sabatina de Fux foi "uma demonstração sobeja de competência". Ele testemunhou que a indicação do novo ministro do Supremo foi comemorada na cúpula do Judiciário, nas entidades de juízes e no meio dos operadores do Direito. O senador Benedito de Lira (PP-AL) elogiou a presidente Dilma Rousseff pela indicação. "Valeu a pena esperar", afirmou. Aníbal Diniz (PT-AC) foi outro que cumprimentou Dilma "pela feliz escolha".

Flexa Ribeiro (PSDB-PA) também aplaudiu a indicação de Dilma, mas alfinetou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva: "dessa vez não foi uma escolha partidária". Gleisi Hoffmann (PT-PR) parabenizou Fux e desejou sucesso no novo cargo. O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) disse que Fux é exemplo para todos os brasileiros, sobretudo os que enfrentam "as adversidades impostas pela vida". Sérgio Petecão (PMN-AC) revelou que ficou impressionado com a humildade demonstrada por Fux ao ser sabatinado.

Roberto Homem / Agência Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário