terça-feira, 25 de maio de 2010

Sucessão estadual - PSDB aguarda a definição

A Convenção do PSDB, que homologará às candidaturas ao Senado Federal de Tasso Jereissati (e respectivos suplentes) e dos postulantes às 22 cadeiras do Estado na Câmara Federal e aos 46 assentos da Assembleia Legislativa, só será definida após os entendimentos do governador Cid Gomes (PSB) com os partidos aliados, em especial, com o Partido dos Trabalhadores (PT). A informação é do líder do PSDB na Assembleia Legislativa, deputado João Jaime Marinho.

Conforme publicado na edição do último sábado do Diário do Nordeste, o PT quer lançar o nome do ex-ministro da Previdência, deputado federal José Pimentel, mas Cid já disse ao presidente Lula, em audiência, na última sexta-feira, em Brasília, que vai apoiar somente o nome do deputado federal Eunício Oliveira (PMDB), enquanto ao PT cearense estava reservada a vaga de vice-governador na futura coligação.

A exemplo da campanha de 2006, a ideia é de que a convenção dos tucanos este ano deva ser realizada somente no fim de junho, quando são concluídos os acordos políticos. Segundo João Jaime, a agremiação vai aguardar os entendimentos do governador com os partidos, principalmente com o PT, para então ver como vai ser a composição dos tucanos com Cid, se a mesma será formal (coligação majoritária e proporcional) ou informal. "Não adianta marcarmos convenção, enquanto ainda não houver sido resolvidas essas pendências", colocou. (DN).

Nenhum comentário:

Postar um comentário