domingo, 2 de março de 2008

Vereador João Alberto acha que flanelinhas devem usar batas e ter cadastro na Prefeitura

Desde 2005 o vereador sobralense João Alberto vem solicitando da Prefeitura de Sobral o credenciamento dos flanelinhas que cobram para olhar e lavar os carros que estão estacionados em pontos estratégicos da cidade. Como não foi atendido, coloca mais uma vez o tema para debate e pede providências da Prefeitura.

O vereador entende que a Prefeitura deve coordenar, cadastrar e orientar os flanelinhas. Eles são "pessoas que tomam conta, pastoram e lavam carros e motos nas praças dos logradouros públicos. Venho tentando isso há tempo." Continua o vereador: "O meu desejo é que seja feito igual Fortaleza, onde eles são cadastrados, têm uma bata similar, ou parecida com essa dos mototáxis, com número de cada um, o cadastro, para assim a Prefeitura ter ciência de que eles se encontram nos pontos estratégicos, apara evitar aborrecimentos, ou constrangimentos com os proprietários dos carros, por motivos de gorjetas, ou outros motivos."

João Alberto se manifesta até sobre o valor que os condutores dos veículos devem dar as flanelinhas: "Uma moto cinqüenta centavos está bom demais. Já o carro se dá um real. Se demorou mais tempo a tarde toda, ou a manhã inteira dá R$ 2,00 (dois reais). Mas, que haja um cadastro e que a Prefeitura acompanhe com a Guarda Municipal, vigiando aqueles que possam dar problema, para que dê segurança aos proprietários de veículos, carros e motos”.

ENQUETE: O Blog da Folha começa uma nova enquete com esse tema. Particpe!

Um comentário:

  1. acho um absurdo ter que pagar flanelinhas,tem que tirar eles da rua,e parar com essa pouca vergonha.

    ResponderExcluir