quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Guimarães: “Manter veto era questão essencial”

 

:

18 de Novembro de 2015 às 11:21

Ceará247 - O líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), comemorou a manutenção do veto que previa reajuste salarial de até 78% aos servidores do Judiciário, votada nesta terça-feira (16), na Câmara dos Deputados, em Brasília. Para ele, venceu a responsabilidade com o País. “Manter este veto era uma questão essencial para o País. E não estamos discutindo o mérito desta matéria porque os governos do PT sempre reconheceram o papel do servidor público. Mas seria um descalabro completo na economia brasileira conceder este reajuste”, disse. Caso fosse aprovada, a medida teria um custo total de cerca de R$ 35 bilhões aos cofres públicos até 2019, uma despesa que o Brasil não poderia suportar, de acordo com o parlamentar.

A derrubada do veto recebeu 251 votos de deputados, quando eram necessários 257. Guimarães minimizou a pequena diferença obtida na votação. “Se tivéssemos perdido por um voto, a manchete seria ‘Governo é derrotado’. Não diria que é por um voto. Vitória é vitória. Democracia é assim, por um voto se ganha a eleição", afirmou, reconhecendo que parlamentares da base aliada votaram contra o veto. “Tivemos voto de gente da base no 251, como tivemos de gente que não é da base que nos ajudou, tanto votando quanto indo embora”.

http://www.brasil247.com/pt/247/ceara247/205726/Guimarães-“Manter-veto-era-questão-essencial”.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário