sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Governo revisa contração do PIB para 3,1% em 2015

 

:

20 de Novembro de 2015 às 20:29

247 - Relatório de despesas e receitas do governo sobre o quinto bimestre de 2015, divulgado pelo Ministério do Planejamento, revisou a previsão de retração do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano para uma queda de 3,10%. A última previsão oficial era de uma retração de 2,8%.

"Essa revisão de expectativas e dificuldade de previsão se explicam porque uma diminuição da atividade econômica dessa magnitude é fora do comum, mesmo considerando a repercussão direta da queda dos preços das matérias primas e a expectativa de aumento das taxas de juros americanas", informou o governo.

No relatório, os Ministérios da Fazenda e do Planejamento observam que as expectativas de crescimento do PIB para 2015, que orientam as projeções fiscais do governo federal, "geradas pela agregação das estimativas produzidas pelo mercado e coligidas pelo Banco Central do Brasil", sofreram repetidas reduções ao longo do ano.

"Em julho, o indicador das expectativas de crescimento do PIB para 2015 estava próximo de -1,7%, caindo para as cercanias de -2% nos meses seguintes. Mais recentemente, houve uma aceleração dessa queda, com a previsão de uma contração superior a 3%", acrescentou o governo.

Para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano, a previsão oficial do governo para 2015 passou de 9,53% para 9,99%. Se confirmada a previsão, representará o maior índice em 13 anos, ou seja, desde 2002 – quando ficou em 12,53%. O mercado financeiro, porém, já prevê inflação acima de 10% para este ano.

Governo também confirmou a intenção baixar a meta fiscal de 2015 para um déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar os juros da dívida pública) de R$ 51,8 bilhões, o equivalente a cerca de 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB).

o governo também confirmou a intenção baixar a meta fiscal de 2015 para um déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar os juros da dívida pública) de R$ 51,8 bilhões, o equivalente a cerca de 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB), - o maior rombo fiscal da história para as contas do governo.

http://www.brasil247.com/pt/247/economia/206126/Governo-revisa-contração-do-PIB-para-31-em-2015.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário