sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Vice-presidente do PSB é entusiasta da aliança com o PT

 

  • Marcelo Raulino

    Em entrevista nesta quinta-feira ao Jornal O GLOBO, o vice-presidente Nacional do PSB, Roberto Amaral, se irritou ao ser perguntado sobre os rumos do partido na disputa presidencial e puxou para si a responsabilidade de conduzir o procedimento para a nova candidatura do partido à presidência e que o inicio do processo só será feito após o sepultamento de Eduardo Campos.

O jornal levanta dúvida sobre o apoio de Amaral a uma possível candidatura de Marina, já que ele sempre foi entusiasta da aliança entre seu partido e o PT. Ao ser indagado se Marina Silva seria a substituta natural de Campos ele afirmou achar um desrespeito “alguém tratar desse assunto enquanto estamos coletando os pedaços do Eduardo” e disparou: ”sou eu que vou abrir o processo para a nova candidatura e isso não será feito enquanto ele não for enterrado”.

No ano passado, Amaral chegou a sugerir a Eduardo Campos que desistisse da corrida eleitoral e apoiasse a reeleição de Dilma Rousseff (PT). Na época, Amaral propôs que o candidato partisse para a disputa presidencial somente em 2018.

Nesta quinta-feira (14), membros das cúpulas do PSB e PPS, partidos compõem a chapa “Unidos Pelo Brasil” (junto a PHS, PRP, PPL, PSL e Rede), antes encabeçada pelo candidato Eduardo Campos, estiveram reunidos em São Paulo. O grupo não falou abertamente sobre discussões acerca da substituição do novo candidato à Presidência pela chapa, mas alguns confirmaram que Marina Silva é a favorita para ocupar a vaga e que isso seria uma escolha do próprio Eduardo Campos, caso não fosse ele o candidato.

http://www.cearaagora.com.br/site/2014/08/vice-presidente-do-psb-e-entusiasta-da-alianca-com-o-pt/

Nenhum comentário:

Postar um comentário