sexta-feira, 29 de agosto de 2014

CNBB ENTRA NA LUTA PELA REFORMA POLÍTICA

 

Por: Equipe Dilma Rousseff - 26/08/2014

A presidenta Dilma recebeu nesta segunda (26) um importante apoio em sua luta por uma reforma política. Dilma reuniu-se com o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Raymundo Damasceno, que veio anunciar a realização de um grande movimento no próximo dia 7 de setembro para reunir assinaturas em apoio à realização de um plebiscito sobre a reforma política.
“Do ponto de vista do governo, apoiamos uma iniciativa que busque de fato uma reforma política.”, disse a presidenta. Segundo Dilma, para que a reforma política se torne uma realidade, é preciso que toda a sociedade seja mobilizada. "Senão ninguém terá força para aprovar uma reforma política”.
PROPOSTAS DE DILMA
No Programa de Governo para o segundo mandato, Dilma propõe melhorar a representatividade política, aprimorar o sistema eleitoral e tornar a política mais transparente, definindo regras claras de financiamento.
“O cidadão deve ter mecanismos de controle mais abrangentes sobre os seus representantes, bem como mais espaços para participar das decisões do governo em todos os níveis. Mais ética, mais democracia, mais oportunidade de participar e ser ouvido. Este é um dos clamores de todos os cidadãos no Brasil e também pelo mundo a fora”, registra o documento.
Considerada a “mãe” de todas as outras reformas, a mudança do sistema político brasileiro vem sendo objeto de discussões e debates há muitos anos, sem que tenha havido avanços significativos nos governos passados. Em pronunciamento à nação em junho do ano passado, a presidenta Dilma lançou o PACTO PELA REFORMA POLÍTICA propondo uma consulta popular para respaldar a medida junto ao Congresso Nacional.
A proposta de Dilma tem recebido diversos apoios. Há consenso sobre o esgotamento do atual modelo - considerado como origem de vários dos nossos problemas atuais.
A ação da CNBB que busca a legitimação da medida no respaldo popular pode ser a grande frente de impulso desta reforma, sobretudo pela credibilidade e força da instituição.

http://www.dilma.com.br/#noticia/cnbb-entra-na-luta-pela-reforma-polItica-271

Nenhum comentário:

Postar um comentário