quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Mãe é Mãe! Brasil é Brasil!

 

Fotos: Lula Marques/Folha

Com 222 votos, Ana Arraes (PSB-PE) venceu a disputa pela poltrona no Tribunal de Contas da União. Seu principal rival, Aldo Rebelo (PCdoB-SP) só obteve 149 votos.

Ana é advogada e servidora do Tribunal de Contas de Pernambuco. Não foram essas, porém, as credenciais que a levaram ao triunfo. A deputada prevaleceu graças à sua condição de mãe, uma carreira que dispensa exames psicotécnicos, cursos universitários e antecedentes funcionais. Deve-se ao suor derramado pelo governador Eduardo Campos, filho de Ana, a eleição de uma mãe para ministra do TCU.

Em Brasília desde a véspera, Eduardo foi celebrado por outros governadores e líderes partidários na casa oficial do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS). Convocado para discutir o projeto que regula os investimentos na saúde, em votação na Câmara, o encontro virou, por um instante, palco do feito do filho.

Aprovado na Câmara, o nome da mãe vai agora ao Senado. Ali, é improvável que seja rejeitado. Além do apoio do filho, Ana dispõe de outro padrinho forte. Ela conta que Lula é um dos mentores de sua candidatura. Graças ao filho e ao padrinho, Ana ocupará um cargo vitalício. O salário é bom: R$ 25 mil mensais. As férias, generosas: dois meses por ano.

Fonte: Blog do Josias de Sousa

Nenhum comentário:

Postar um comentário