sexta-feira, 21 de julho de 2017

A vingança do tzar de Curitiba sairá pela culatra

Um dia depois de Lula ter chamado Moro de tzar seu algoz anunciou bloqueio total de todo o seu dinheiro e bens, sobre os quais não pesa suspeita alguma.

Em sua sentença Moro não conseguiu provar que algum dinheiro sujo entrou em alguma conta de Lula, no Brasil ou no exterior – aliás, não foi descoberta conta alguma dele no exterior - nem que ele comprou os bens agora confiscados com verbas suspeitas.

No entanto, ele resolveu bloquear todo o patrimônio do ex-presidente, revelando que: 1) Lula tem um patrimônio mixo para alguém que passou oito anos na presidência da República: 600 mil no banco, três carros, dois imóveis e um terreno; 2) ou as propinas que recebeu da OAS evaporaram ou ele gastou tudo em brahma; 3) nunca antes neste país um juiz tinha confiscado todo o patrimônio de uma pessoa de uma só vez e isso para se prevenir contra uma possível condenação em segunda instância, daqui a um ano e 4) de fato, ele age não como juiz, mas como tzar de Curitiba.

Moro condenou um cidadão – que ainda não foi condenado em definitivo - a passar um ano sendo obrigado a viver de esmola ou de caixa 2, já que não pode movimentar dinheiro legalmente.

Inexperiente que é, o suposto tzar – Putin daria boas risadas com a piada – a cada punhal que enterra no peito de Lula em vez de sangrá-lo o fortalece. 

Essa facada pecuniária já está provocando um enorme movimento nacional em prol de uma vaquinha – no caso, uma vacona – para Lula não morrer de fome.

Se cada admirador seu doar a fortuna de 1 real ele vai ficar muito mais rico do que antes.

A vingança vai sair pela culatra.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/blog/alex_solnik/307414/A-vingan%C3%A7a-do-tzar-de-Curitiba-sair%C3%A1-pela-culatra.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário