quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Informações que circulam no face book

"GRANDE MÍDIA CENSURA E DEFORMA DIREITO À LIBERDADE DE EXPRESSÃO E ESCONDE DENÚNCIAS DE CORRUPÇÃO CONTRA ALIADOS!<br /><br />A presidente Dilma Rousseff deu entrevista coletiva nesta sexta-feira (20/02) chamando a atenção de que o caso de corrupção que afeta a imagem da Petrobras ocorria há vinte anos, sem que governos passados tomassem qualquer providência a respeito, mesmo após as denúncias dos jornalistas Ricardo Boechat (em 1989) e Paulo Francis (1996).<br /><br />Mas a grande mídia, as gigantescas empresas deste setor, controladas por meia dúzia de famílias que mandam no país desde que havia escravidão, simplesmente BOICOTARAM O DIREITO DA POPULAÇÃO de ser informada. Os monopólios da comunicação nas mãos destes grupos IMPÕEM CENSURA, DEFORMAÇÃO E AGRIDEM À LIBERDADE DE EXPRESSÃO E O LIVRE DIREITO À INFORMAÇÃO.<br /><br />Uma entrevista coletiva da presidente do país em um momento de nervosismo político e econômico e o quê aconteceu?<br /><br />Não tem nada destacado no site da Globo, não tem nada no site do Estadão, não tem nada destacado no site da Folha de São Paulo, não tem nada destacado no site do Terra, não tem nada no site da RBS e, é claro, não tem nada sobre isto no site da Veja. Quando muito, Estadão, Globo e RBS põem bem pequeninho um link apenas com breve um texto sobre a entrevista, num canto da página. E todos estes veículos dão destaque que a presidente não credenciou o embaixador da Indonésia no Brasil (!!!). *<br /><br />Para fazer justiça, o Último Segundo (Ig) e o JB (Jornal do Brasil) deram o devido destaque que uma entrevista coletiva presidencial merece num momento de apreensão no país, gerada pela própria guerra de estresse psicológico provocado pela mídia contra a população.<br /><br />Nem Collor nem os governos do PSDB (FHC, Aécio Neves etc.) investigaram.<br /><br />Ao contrário, o cruzamento de dados do achaque à Petrobras com as informações do maior escândalo de corrupção internacional já revelado, as contas secretas do HSBC na Suíça, mostra que grande parte das contas ilegais de brasileiros na Suíça, abertas pelo HSBC ocorreram durante o governo FHC.<br /><br />Mas as megacorporações da mídia, financiadas por agências de espionagem de governos estrangeiros para prepararem a ditadura de 1964 e historicamente a serviço de interesses contrários aos da população brasileira e aos da independência da nossa nação, sonegam a investigação do HSBC e do envolvimento dos governos tucanos (PSDB) com as investigações de corrupção na Petrobras.<br /><br />"Nesta sexta-feira (20), a presidente Dilma Rousseff (PT) se pronunciou sobre o andamento da operação Lava Jato, que investiga denúncias de corrupção na Petrobras. A presidente destacou que se as investigações tivessem sido feitas há décadas atrás, não haveria casos de funcionários da Petrobras praticando atos de corrupção há quase 20 anos na estatal. 'A gente olhando os dados que vocês mesmos divulgam nos jornais, se em 96, 97 tivessem investigado e punido, nós não teríamos um caso desses.' "<br /><br />http://www.jb.com.br/…/corrupcao-na-petrobras-deveria-ter-…/<br /><br />* O JB está hospedado (contrata espaço) no site do Terra, não pode ser confundido com o mesmo."

Newton Aulas História

GRANDE MÍDIA CENSURA E DEFORMA DIREITO À LIBERDADE DE EXPRESSÃO E ESCONDE DENÚNCIAS DE CORRUPÇÃO CONTRA ALIADOS!

A presidente Dilma Rousseff deu entrevista coletiva nesta sexta-feira (20/02) chamando a atenção de que o caso de corrupção que afeta a imagem da Petrobras ocorria há vinte anos, sem que governos passados tomassem qualquer providência a respeito, mesmo após as denúncias dos jornalistas Ricardo Boechat (em 1989) e Paulo Francis (1996).

Mas a grande mídia, as gigantescas empresas deste setor, controladas por meia dúzia de famílias que mandam no país desde que havia escravidão, simplesmente BOICOTARAM O DIREITO DA POPULAÇÃO de ser informada. Os monopólios da comunicação nas mãos destes grupos IMPÕEM CENSURA, DEFORMAÇÃO E AGRIDEM À LIBERDADE DE EXPRESSÃO E O LIVRE DIREITO À INFORMAÇÃO.

Uma entrevista coletiva da presidente do país em um momento de nervosismo político e econômico e o quê aconteceu?

Não tem nada destacado no site da Globo, não tem nada no site do Estadão, não tem nada destacado no site da Folha de São Paulo, não tem nada destacado no site do Terra, não tem nada no site da RBS e, é claro, não tem nada sobre isto no site da Veja. Quando muito, Estadão, Globo e RBS põem bem pequeninho um link apenas com breve um texto sobre a entrevista, num canto da página. E todos estes veículos dão destaque que a presidente não credenciou o embaixador da Indonésia no Brasil (!!!). *

Para fazer justiça, o Último Segundo (Ig) e o JB (Jornal do Brasil) deram o devido destaque que uma entrevista coletiva presidencial merece num momento de apreensão no país, gerada pela própria guerra de estresse psicológico provocado pela mídia contra a população.

Nem Collor nem os governos do PSDB (FHC, Aécio Neves etc.) investigaram.

Ao contrário, o cruzamento de dados do achaque à Petrobras com as informações do maior escândalo de corrupção internacional já revelado, as contas secretas do HSBC na Suíça, mostra que grande parte das contas ilegais de brasileiros na Suíça, abertas pelo HSBC ocorreram durante o governo FHC.

Mas as megacorporações da mídia, financiadas por agências de espionagem de governos estrangeiros para prepararem a ditadura de 1964 e historicamente a serviço de interesses contrários aos da população brasileira e aos da independência da nossa nação, sonegam a investigação do HSBC e do envolvimento dos governos tucanos (PSDB) com as investigações de corrupção na Petrobras.

"Nesta sexta-feira (20), a presidente Dilma Rousseff (PT) se pronunciou sobre o andamento da operação Lava Jato, que investiga denúncias de corrupção na Petrobras. A presidente destacou que se as investigações tivessem sido feitas há décadas atrás, não haveria casos de funcionários da Petrobras praticando atos de corrupção há quase 20 anos na estatal. 'A gente olhando os dados que vocês mesmos divulgam nos jornais, se em 96, 97 tivessem investigado e punido, nós não teríamos um caso desses.' "

http://www.jb.com.br/…/corrupcao-na-petrobras-deveria-ter-…/

* O JB está hospedado (contrata espaço) no site do Terra, não pode ser confundido com o mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário